Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/08/2009 - SEGS Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vírus da gripe suína é nova armadilha digital, aponta Fecomercio

Por: Cristiane Pinheiro

Tema foi destaque no evento "Crimes Eletrônicos - Formas de Proteção", que a Federação realiza ontem (3/8) e hoje (4/8) em São Paulo.

O vírus H1N1, da famosa gripe suína que tem levado pânico ao mundo inteiro, é a nova armadilha dos hackers para a disseminação de vírus pela Internet. Este foi um dos destaques do painel "Crimes Virtuais - Problemas Reais e o Panorama Atual", realizado ontem (3/8) durante o Congresso Crimes Eletrônicos - Formas de Proteção na Fecomercio.

"Os brasileiros são muito criativos para desenvolver armadilhas virtuais. Para combater os crimes eletrônicos, precisamos tipificá-lo e, ao mesmo tempo, determinar prazos penais maiores para as condutas", afirma Dr. Renato Opice Blum, presidente do Conselho de Tecnologia da Informação da Fecomercio. "Os hackers estão com técnicas cada vez mais desenvolvidas para cometer crimes eletrônicos e se aproveitam de temas importantes para atrair os usuários a abrir o link danoso, como é o caso da gripe suína", complementa Rony Vainzof, vice-presidente do Conselho de Tecnologia da Informação da Federação. Hoje a nossa legislação não considera crime um ato desta natureza.

Segundo José Henrique Portugal, assessor do deputado Eduardo Azeredo, está em revisão na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei no 84/1999 contra Cybercrime. Este projeto tipifica 13 delitos pela internet: difusão de código malicioso ou vírus, seguido de dano ou não; acesso não autorizado; roubo de senhas ou de informações protegidas; estelionato eletrônico (phishing); clonagens de cartões e celulares (falsificação de dados); ataques por hackers; racismo, quando praticado pela internet; destruição de dados. Além disso, a ideia é que os provedores colaborem com as investigações, fornecendo o máximo de informações de seus usuários.

O evento Crimes Eletrônicos - Formas de Proteção se estende até hoje, com a exposição dos painéis Ações Políticas contra Crimes Eletrônicos - com um case norte-americano apresentado adido policial do FBI no Brasil, David Bressanini; Crimes Eletrônicos em Tempo Real, que contará com a presença do Juiz de Direito Demócrito Reinaldo Filho, o delegado José Mariano de Araújo Filho, da 4ª Delegacia de Delitos Cometidos por Meios Eletrônicos, e Elmer Vicente Coelho, Vice-Presidente do Grupo Latino-Americano de combate a Crimes Cibernéticos da INTERPOL.

À tarde, dois painéis, Tecnologias contra Crimes Virtuais, e E-Crimes - Perdas no Comércio, reunirá especialistas como perito Giuliano Giova, sócio-diretor da IBP, além de Marco Brasil, gerente jurídico do Mercado Livre, e Alexandre Castellano, advogado coordenador do Banco Santander.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 373 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal