Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/08/2009 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sexagenária enganava políticos e empresários


Vem se tornando cada vez mais comum a participação de idosos no mundo do crime. Em Castanhal, o problema é frequente e, infelizmente, o número de sexagenários, homens ou mulheres, que tentam aumentar os benefícios da aposentadoria de forma ilícita é alto.

Na tarde de ontem, em Castanhal, a equipe do delegado Daniel Castro, Superintendente Regional da Zona do Salgado, conseguiu prender, em flagrante, a enfermeira aposentada Lucidéia Alves de Moraes, 69 anos, e seu filho Gilberto de Moraes, 43 anos, que decidiu ajudar a mãe no crime de estelionato, pois está desempregado.

Lucidéia tinha em suas mãos uma lista completa com mais de 45 nomes, endereços e telefones de políticos e empresários influentes que residem nas cidades de Castanhal, Capanema e Paragominas, entre outras da região Nordeste.

Nos últimos dois anos ela decidiu aproveitar o seu tempo ocioso aplicando vários golpes, fazendo-se passar pela doutora Ana Telma, uma funcionária da Secretaria da Fazenda Estadual (Sefa).

Segundo a própria estelionatária, que admitiu passo a passo todos os golpes, a funcionária existe, mas, nem sonha que o seu nome estava sendo usado para cometer o crime.

“Eu não lembro quantos golpes apliquei, mas só fazia isso de vez em quando. Eu pedia dinheiro para combustível, tratamento de saúde e outras coisas bobas. Era só para aumentar minha aposentadoria, que é de apenas R$ 530,00”, afirmou a acusada.

Mas, segundo o delegado Daniel Castro, a situação não é tão simples como ela relatou. “Nós últimos dois anos, ela conseguiu ganhar muito dinheiro de empresários de várias cidades, tanto que ela já perdeu a conta. Ainda usava o filho desempregado para receber o que ela chamava de ‘encomenda’. Foi assim que nós conseguimos dar o flagrante, relatou o delegado.

DENÚNCIA

Por meio de uma ligação anônima, os policiais localizaram Gilberto dentro da casa de um empresário de Castanhal, que seria a próxima vítima. Com ele, os policiais encontraram um bilhete enviado por Lucidéia em que estava escrito: “Gilberto vai pegar a importância combinada. Grata pela sua atenção. Ana Telma, da Sefa. 31.07.09”.

A importância, R$ 230,00, equivale a um pedido de compra de 100 litros de óleo diesel, os quais, segundo os acusados, seriam doados a famílias necessitadas na Colônia do Prata, em Igarapé-Açu.

Com toda a história esclarecida, Lucidéia disse a nossa reportagem que jamais retornaria a praticar o ato irregular. “Quando for solta, vou procurar amigos em Brasília, pedir que me ajudem e viver uma vida nova. Parei com isso.”

Antes, porém, ela foi autuada pelo delegado Daniel Castro por crime de estelionato e vai ser transferida para o Centro de Recuperação Feminino, em Ananindeua, onde ficará à disposição da Justiça. Gilberto, por sua vez, também foi autuado pelo mesmo crime e vai ficar detido na carceragem da SRZS.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 363 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal