Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

31/07/2009 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos por fraude na hora da prova de motorista


Vinte pessoas foram presas nesta sexta-feira (31) acusadas de integrarem um esquema fraudulento de adulteração de documentos para a realização de provas de habilitação automotiva no município de Barra de São Francisco. Entre os detidos, estão 17 mineiros, um empresário, e dois funcionários de auto-escolas da cidade. A operação para desmontar o esquema foi desencadeada a partir de uma denúncia anônima repassada ao Detran no mês de abril.

Segundo levantamentos e investigações feitos pela Polícia Civil e pelo próprio órgão de trânsito, moradores de Mantena, Governador Valadares, São João de Manteninha e Coroací, no Estado de Minas Gerais, auxiliados por representantes de três centros de formação de condutores, adulteravam o endereço de onde residiam e se passavam por moradores de municípios do Espírito Santo para tirarem a carteira de motorista.

Com este esquema, os candidatos conseguiam a habilitação por um valor que ultrapassa a metade do preço cobrado em Minas. O diretor de Habilitação e Veículos do Detran, Álvaro Roberto Vieira de Assis, explicou que, por lei, o futuro motorista deve tirar a carteira no município onde mora, sendo ilegal realizar todo o procedimento em outra cidade ou Estado.

Vieira ressaltou que para ter a habilitação nas categorias A/B pelo valor de cerca de R$ 1,2 mil, cobrado no ES, os candidatos declaravam em documento serem moradores de Barra de São Francisco e municípios arredores. Para tirar carteira em Minas Gerais, os acusados desembolsariam pouco mais de R$ 2 mil.

Todos os falsificadores foram presos no exato momento em que se preparavam para realizar os exame de direção. Em Barra de São Francisco, as provas acontecem sempre às sextas-feiras, a partir das 7h. Dezessete candidatos estavam com o endereço de residência adulterados. Além deles, o proprietário de um CFC e dois funcionários dessas escolas foram detidos durante a operação. Os presos foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Barra de São Francisco.

Os Centros de Formação de Condutores envolvidos no esquema são Newtran, Unibarra e Fonetran. O diretor de Habilitação e Veículos, Álvaro de Assis, disse que essas escolas terão as atividades suspensas por um período de 30 dias. Além da punição, elas devem ser descredenciadas pelo Detran.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 444 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal