Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

29/07/2009 - HNews Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpes por telefone são registrados diariamente em Maringá

Crimes de ‘falso sequestro’ e golpes por telefone voltaram a acontecer em Maringá. Os casos, na maioria das vezes, não são registrados nem concretizados.

Crimes de ‘falso sequestro’ e golpes por telefone voltaram a acontecer em Maringá. Os casos, na maioria das vezes, não são registrados nem concretizados, mas as ameaças assustam quem recebe o telefonema. De acordo com o delegado chefe da 9ª SDP (Subdivisão Policial), Márcio Vinícius Ferreira Amaro, a polícia tem registrado em média uma ocorrência desse gênero por dia. No entanto, na maioria dos casos o golpe não é concretizado, pois a vítima percebe a situação a tempo.

Para casos como esse, a orientação do delegado é sempre manter a calma e ter cautela no momento da ligação. Segundo ele, é importante não se apavorar e estar em alerta para evitar o golpe. “No momento em que a pessoa perceber que se trata de uma pessoa estranha pedindo algum tipo de resgate, o ideal é ganhar tempo, desligar o telefone. Logo depois, tentar contato com o familiar alvo do sequestro, e ainda, ligar para a polícia”, detalha.

O delegado também destaca que é preciso estar em alerta quando o assunto da ligação for o pedido de algum tipo de pagamento imediato. “Ao buscar informações e não pagar imediatamente, a vítima terá tempo de verificar a veracidade da ligação, seja para o caso de falso sequestro ou outro golpe”.

O delegado ainda comenta que na maioria dos casos a própria vítima, sem perceber, transmite informações ao criminoso. “Na hora da ligação, por causa do susto, a pessoa passa as informações que o golpista precisa. Como nomes ou dados sobre o possível sequestrado. Por isso, sempre ressaltamos: é preciso ter cautela”.

Além do falso sequestro, outros golpes são praticados por telefone, como falso prêmio e pedidos de repasse de códigos de cartão de crédito de celular. “O importante é manter a calma, em casos de prêmios a euforia pode prejudicar. Tentar ganhar tempo para analisar o fato para saber se é verdadeiro ou não é a forma mais segura de evitar o golpe”.

Segundo o presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), coronel Antônio Tadeu Rodrigues, esses crimes já acontecem no país há algum tempo. No início, vitimou muita gente e foi motivo de grande susto, mas com a divulgação na mídia e os alertas realizados pela polícia houve redução no número de casos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 248 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal