Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/07/2009 - IPC Digital Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Número de cartões de crédito vazam da Alico e são usados indevidamente

Dados de 130 mil clientes vazaram da seguradora e cerca de 2.200 números de cartões de crédito foram usados indevidamente.

A seguradora Alico Japan divulgou na segunda-feira (27) que pode ter vazado informações de cerca de 130 mil clientes.

Segundo o jornal Sankei, dentre os dados vazados, 2.200 números de cartões de crédito foram usados indevidamente.

A Alico é uma empresa de capital estrangeiro. Apenas 40 funcionários no Japão teriam acesso as informações dos clientes armazenados no sistema de computação nos EUA. Dois deles tem autorização para o uso de saídas USB.

A empresa teria investigado o trabalho dos funcionários, mas não descobriu nada que levasse a desvandar o crime.

Em entrevista coletiva, o presidente da Alico no Japão, Kazunori Takahashi, pediu desculpas aos clientes pelo transtorno e preocupação causado pelo vazamento de informações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 229 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal