Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/07/2009 - Correio Braziliense / Portal UAI Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Agências de turismo são suspeitas de fraudar licitações

Por: Izabelle Torres


Brasília – Um mercado milionário e uma onda de suspeitas de irregularidades. Detalhes e denúncias sobre as relações entre órgãos públicos e agências de turismo que prestam serviços a eles estão nas mesas de sete procuradores federais, que investigam possíveis fraudes em licitações e promessas de descontos impraticáveis na emissão de bilhetes aéreos. Desde 2008, estão em andamento investigações contra 20 empresas. Nada menos do que 16 delas continuam a prestar serviços na Esplanada dos Ministérios e a embolsar quantias nada modestas. Juntas, as agências na mira do Ministério Público (MP) Federal já receberam este ano cerca de R$ 54 milhões.

A permanência dessas agências nas listas de contratados da administração pública tem gerado um debate entre procuradores e instituições oficiais de controle. Integrantes do MP afirmam que apenas com as suspeitas que recaem sobre as empresas seria possível aos órgãos públicos desenvolverem formas e critérios mais rigorosos para realizar contratações. Dessa forma, contratos sob suspeitas seriam cada vez mais raros e as punições, mesmo que restritas às limitações para contratar com a administração pública, não precisariam esperar na fila dos julgamentos judiciais.

Vinculada ao Poder Executivo, a Controladoria-Geral da União (CGU), no entanto, diz não ter como impedir a presença das investigadas nas licitações porque ainda não houve uma denúncia formal contra elas. Mesmo assim, a direção da CGU se prepara para discutir o assunto com o Ministério do Planejamento. Enquanto as suspeitas apenas compõem o calhamaço de processos divididos em sete ofícios do MP, agências de turismo tomam conta do mercado milionário da prestação de serviços para entidades públicas. A campeã de repasses este ano é a Eurexpress. Sozinha, já recebeu dos cofres públicos R$ 10,7 milhões, dos quais metade do Ministério da Saúde.

Defesa

“Ganhamos licitações porque concedemos bons descontos. Não há irregularidade nisso. Quem denuncia é quem não tem porte para dar descontos e perde pregão. A reclamação deles se deve ao fato de que o mercado de Brasília para agências só é bom se tiver o governo como cliente. Por isso a polêmica”, diz o diretor-executivo da empresa, Ribamar Nogueira. A segunda empresa na lista das suspeitas do MP que mais faturaram este ano graças aos órgãos públicos é a Aires Turismo. Ela recebeu nos últimos seis meses R$ 6,4 milhões. A Aires é seguida pela Inter Tour Turismo, que amealhou R$ 5,7 milhões este ano com serviços de emissão de passagens aéreas e outras despesas com locomoção. Tanto a Aires como a Inter Tour não responderam aos contatos da reportagem.

Entre as investigadas também estão agências de turismo cujos valores recebidos este ano são pouco significativos. A Terra Viagens, por exemplo, recebeu R$ 18 mil até o inicio deste mês. Está na lista de suspeitas, no entanto, pelos repasses feitos a ela no ano passado. Foram R$ 4,2 milhões, tudo resultado de contratos com o Ministério das Relações Exteriores. Com um passado milionário e um presente mais modesto também está a Vitória Turismo. Com R$ 315 mil recebidos desde janeiro, a empresa ganhou em 2008 mais de R$ 2 milhões dos órgãos públicos com venda de passagens.

Pagamentos em 2009

AGM Turismo - R$ 5.376.152,62
Aires Turismo - R$ 6.434.350,99
Apolo Turismo - R$ 2.652.508,61
Inter Tour Turismo - R$ 5.757.505,92
Money Turismo - R$ 4.166.598,71
Distak Turismo - R$ 1.900.723,52
Ponte Aérea Viagens - R$ 4.202.711,17
Terra Viagens e Turismo - R$ 18.603,65
Ideias Viagens - R$ 2.349.605,50
L.A. Viagens e Turismo - R$ 389.673,23
Stange Viagens - R$ 1.503.318,70
Eurexpress Travel - R$ 10.774.716,26
Payless Viagens - R$ 2.176.527,22
GH Tour - R$ 1.998.640,25
Vitoria Turismo - R$ 315.408,24
Ello Tour Viagens - 4.016.218,60

Total - R$ 54.033.263,19

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 818 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: jose fredrych dos santos - 07/10/2009 13:24

Estou pensando em ultilizar "vacationstogo.com", sediado na europa, vcs possuem alguma reclamação dessa empresa para realizar cruzeiros? poderia me informar se existe alguma queixa sobre eles?
grato



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal