Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/12/2006 - O Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Clonadores presos voltam a agir


Seis homens presos na Operação Doublê, da Polícia Federal, ocorrida em março deste ano, voltaram a ser presos novamente durante a Operação Ciclone, realizada em outubro passado. Segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), eles voltaram a cometer crimes depois de ter a prisão preventiva revogada. Ao contrário da célula liderada por José Glaydston Falcão Nobre, eles não fraudavam licitações. A especialidade dos acusados seria a instalação de máquinas "chupa-cabras" em postos de auto-atendimento bancário, falsificação de documentos, fraudes em empréstimos e financiamentos bancários.

Entre os reincidentes, de acordo com o MPF, estão Elton Luiz Bastos Nascimento, apontado como líder de uma das cinco células criminosas desarticuladas pela PF, e Bruno Leonardo Terto Barbosa, ex-funcionário da Caixa Econômica Federal. Bruno Leonardo estaria atuando com outros dois companheiros de prisão: Róbson Adeodato de Almeida e Fábio Bezerra Cavalcante, ambos presos na Operação Doublê.

Segundo o MPF, Bruno Leonardo trabalhava na lan house pertencente a outro acusado preso, Francisco Arirrégio Campos Gomes. De lá, conforme a denúncia, ele invadia os computadores conectados à internet. Dois outros especialistas em informática foram presos na Operação Ciclone: Fábio Bezerra Cavalcante, preso na Operação Doublê, e Fabrício Luís Alves Dutra. As investigações da PF dão conta de que a dupla instalava arquivos maliciosos em computadores, além de capturar dados dos correntistas.

Vários estabelecimentos foram alvos da ação criminosa dos denunciados. Compras de celulares e equipamentos eletrônicos teriam sido feitas com o uso de nomes falsos. Para obter os dados pessoais com as quais as identidades falsas eram forjadas, o grupo contava com informações privilegiadas obtidas por pessoas infiltradas em estabelecimentos comerciais. De acordo com a denúncia do MPF, a estagiária Amanda Ricardo de Castro, que trabalhava em uma empresa na Aldeota, teria fornecido aos criminosos dados sigilosas contidos nos cadastros SPC/SERASA.

O comerciante José Deusemar Ferreira, segundo a mesma denúncia, também é apontado como uma das "fontes" da quadrilha. Ele teria contatos com funcionários corruptos do Instituto de Identificação do Ceará, Detran e Receita Federal, com os quais obteria o material necessário para a falsificação de documentos. Uma gráfica, no Centro de Fortaleza, seria a responsável pela impressão dos títulos falsificados.

Um dos seis presos na Operação Doublê, Renoir Solano Lima, também é apontado como traficante de armas de fogo. Em seu poder foi apreendida uma pistola com a numeração raspada. Uma gravação feita pela Polícia Federal mostra o acusado negociando uma pistola cromada, imitação de uma Uzi israelense. Na casa de Renoir, uma outra arma foi encontrada, além de cartões, celulares, monitores de computador de última geração, trilhas e aproximadamente R$ 5 mil em dinheiro.

Ainda segundo a denúncia, outro acusado, Ricardo Sanford Maia, mantinha uma empresa de fachada, a SH Produções, para poder lavar dinheiro e movimentar contas bancárias de grande quantia. Ele também responde criminalmente a outros processos criminais por roubo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1635 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal