Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/12/2006 - G1 / Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga golpe no aluguel de casas pela internet


A polícia de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, investiga golpes no aluguel de casas de veraneio na região após receber reclamações de turistas enganados. Segundo as autoridades, já há pelo menos quatro boletins de ocorrência de pessoas acusando o golpe por um mesmo site na internet. Os turistas pagaram por uma casa anunciada na rede, mas ao chegarem no local descobriram que os imóvel estava ocupado por seus proprietários.

A professora Valéria Vieira da Silva, de Uberlândia (MG), foi uma das vítimas da farsa. Em outubro, após pesquisar na rede, ela encontrou uma casa na Praia da Lagoinha, onde pretendia passar as festas de fim de ano com sua família por R$ 3.700,00. Após declarar interesse no imóvel, ela foi orientada a adiantar um depósito bancário de R$ 2.200,00, equivalente a 60% do valor total, para garantir a reserva.

O golpe

Ao chegar no litoral na sexta-feira (22), porém, encontrou a casa ocupada por seus proprietários. “De repente, começou a chegar gente. Já é a terceira família”, lamentou Regina Monteiro, proprietária do imóvel em questão, que admitiu conhecer o corretor Marcos Liandro Ferreira, indicado no site como responsável pelos serviços, mas disse que ele teria autorização para alugar a casa somente a partir de 15 de janeiro. “Fui registrar um boletim de ocorrência para ficar claro que não tenho nada a ver com isso.”

Sem lugar para ficar, a professora Valéria buscou a suposta imobiliária, onde pretendia encontrar o corretor. No endereço, a ex-mulher de Ferreira informou que ele estaria morando em São Paulo e que não dá notícias há cerca de dois meses. Sem opções, Valéria gastou mais R$ 3.170.00 para ficar em outra casa.

Marcos Liandro Ferreira passou a ser procurado pela polícia e pode ter que responder a inquérito por estelionato, crime cuja pena pode chegar a cinco anos de prisão. O site, que usa o nome de uma corretora real da região, continua no ar com diversas opções de aluguel.

"É uma situação desagradável, vamos torcer para que isso pare por aqui. A gente não sabe o que vem para o Réveillon", resumiu Regina Monteiro.

O G1 tentou entrar em contato com Ferreira, mas os telefones indicados na rede não funcionam.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 393 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal