Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/07/2009 - O Estado de São Paulo / Ag. Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende suspeito de clonar cartões em São Paulo

Por: Daniela do Canto

Foram encontrados chupa-cabra pra coletar dados e vídeo de câmera instalada em caixa eletrônico.

SÃO PAULO - Um homem suspeito de participar de um esquema de clonagem de cartões foi preso pela Polícia Civil nesta segunda-feira, 27, na zona leste de São Paulo. Na casa do rapaz, identificado como Eduardo Luiz Poleto, de 34 anos, investigadores encontraram um arquivo com quatro horas de gravações de uma câmera instalada em um caixa eletrônico. As imagens mostram com detalhes o momento em que vários clientes digitaram as senhas dos seus cartões bancários.

De acordo com o delegado Arthur Frederico Moreira, titular do 53º DP, a câmera que capturou as imagens apreendidas foi instalada dentro da estrutura do caixa eletrônico. Um furo do tamanho aproximado da ponta de uma caneta feito nessa estrutura permitia que as imagens fossem gravadas. O delegado explicou que, com a gravação em mãos, o suspeito assistia o momento da digitação das senhas em câmera lenta e conseguia anotar cada número digitado. Um chupa-cabra instalado no caixa coletava os dados dos cartões, que posteriormente eram clonados.

A investigação que levou os policiais até Poleto começou a partir da prisão de seis acusados de integrarem uma quadrilha especializada em roubos e furtos de caixas eletrônicos no último dia 4 de junho. Poleto foi preso no final da tarde da segunda-feira quando transitava pela Avenida Afonso de Sampaio e Souza em um Golf amarelo.

No seu apartamento, em um prédio na Rua Indaiá Grande, no bairro Fazenda Aricanduva, também na zona leste, a polícia encontrou, além da gravação, 77 cartões bancários, vários chupa-cabras e câmeras de vídeo, uma impressora de cartões e uma lista detalhada com dados de cerca de mil contas bancárias de vítimas. Nela, as pessoas com contas correntes de menor saldo eram definidas como "duras". A Polícia Civil acredita que, nesses casos, as contas eram usadas apenas para movimentar o dinheiro de vítimas que possuíam um saldo mais alto.

Poleto, que já tem passagens por estelionato, receptação e formação de quadrilha, foi indiciado por falsificação de documento, falsidade ideológica, petrechos de falsificação e estelionato. "A nosso ver, ele é um dos maiores estelionatários do Brasil", afirmou o delegado Moreira. Segundo ele, Poleto agia há mais de um ano.

A Polícia Civil ainda está à procura de pelo menos outras duas pessoas já identificadas que estariam envolvidas no esquema. O delegado explicou que, devido ao grande número de vítimas, não é possível calcular o prejuízo causado pelo preso. A polícia convocará várias vítimas para depor.

Investigações

As investigações que levaram a Polícia Civil até Eduardo Luiz Poleto começaram com a prisão de seis suspeitos de fazerem parte de uma quadrilha especializada em roubo e furto de caixas eletrônicos, no dia 4 de junho, na zona leste de São Paulo. Segundo os policiais do 53º DP, que efetuaram a prisão, os criminosos usavam uniformes de garis como disfarce para praticar os crimes.

Uma investigação de cerca de um mês - que começou com um assalto a uma agência do banco Itaú na Rua Santa Marcelina, no último dia 8 de maio - levou a polícia aos suspeitos. Um dos presos, identificado como Márcio Pereira Gomes, de 28 anos, é ex-segurança de banco. Ele havia sido demitido cerca de um mês antes de uma empresa de vigilância que presta serviços terceirizados a agências bancárias.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 243 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal