Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/12/2006 - Costa Rica News / Correio do Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresário leva golpe de US$ 151 mil

Por: Aline Avancini


Quadrilha de falsários, entre eles dois camaroneses radicados em São Paulo e um brasileiro, aplicou golpe de U$ 151 mil em um empresário corumbaense, conforme informou o delegado titular do Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Seqüestros (Garras), Luiz Ojeda. Por meio de papéis que se transformam (com a adição de produto químico) em notas falsas de 100 dólares, os estelionatários estariam agindo como se fossem representantes de uma empresa de segurança, trocando notas verdadeiras por falsas.

Depois de denúncia anônima proveniente de Corumbá, agentes do Garras prenderam anteontem, em Campo Grande, o camaronês Merlin Patrick Tatang, de 40 anos. Na residência onde ele estava, em Corumbá, foi encontrada pela Polícia Civil local uma maleta com 34 pacotes, cada um com 500 papéis no tamanho exato de uma cédula de 100 dólares.

Já na madrugada de ontem, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu outros dois homens que fariam parte da quadrilha: o camaronês Wandjie Siewse Jonathan, 36 anos, e o brasileiro Luiz Antônio Rampazo Bandeira Miranda, 52 anos. Eles estavam seguindo para Corumbá, em veículo que pertenceria a Patrick.

Com os supostos falsários foram encontrados pela PRF aproximadamente U$ 9 mil e R$ 2.600,00, além de 28 notas de 100 dólares escondidas no ânus do camaronês – dinheiro este que possivelmente faria parte do golpe aplicado no corumbaense, segundo informou o delegado do Garras.

Ainda conforme Ojeda, outra maleta foi encontrada ontem, na residência onde estavam hospedados os estrangeiros, em Corumbá. "O proprietário da casa teria encontrado mais papéis transfeitos", contou. Nesta valise estavam 35 pacotes, com 85 cédulas falsas cada.

Os dois camaroneses e o brasileiro estão presos em Campo Grande, no Garras. O golpe não é muito conhecido aqui no País, mas acreditamos que deve ser aplicado com mais freqüência na República dos Camarões e em outras localidades".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 685 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal