Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/07/2009 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cresce no Brasil número de incidentes de segurança na internet


De janeiro a março deste ano, foram reportados 218.074 incidentes de segurança na internet ao Cert.br (www.cert.br), grupo do CGI.br (Comitê Gestor da Internet no Brasil) especializado nesse tipo de ocorrência. Quando comparado aos 222.528 registros no ano passado inteiro, o número dá a dimensão da escalada dos crimes virtuais no país.

A maioria dos delitos cometidos na internet são crimes de meio, em que a rede é usada como ferramenta para executar práticas ilícitas.

Entre os crimes mais comuns cometidos pela rede estão os de calúnia, difamação, injúria, estelionato, dano e violação de direitos autorais.

A Lei Azeredo, em tramitação na Câmara, pretende combater infrações que hoje estão impunes, como destruição de dados eletrônicos.

Se enquadrados no Código Penal, delitos cometidos pela rede podem ser punidos da mesma forma que aqueles perpetrados no mundo real.

Além disso, peritos de informática da polícia atuam em casos em que a tecnologia é coadjuvante, como os de assassinato, suicídio e pedofilia, analisando discos rígidos ou páginas na internet que pertençam a vítimas ou a suspeitos.

Delegacias especializadas

Os grandes centros urbanos já contam com delegacias especializadas em delitos virtuais, onde é possível registrar boletins de ocorrência.

Em São Paulo, vítimas de crimes digitais podem recorrer à 4ª Delegacia de Crimes Eletrônicos do Deic, (av. Zaki Narchi, 152, Santana). O telefone de contato é 0/xx/11/2221-7030.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 263 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal