Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/07/2009 - Diário de Canoas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga quadrilha que "vende" carros que não existem

Por: Sílvio Milani

Atraídas pela oferta, vítimas da região depositam dinheiro e não recebem o veículo.

Estância Velha - Seduzida pela oferta de um carro zero-quilômetro, uma representante comercial de 42 anos, moradora de Estância Velha, pagou mais de R$ 3 mil e não recebeu o automóvel. Até perceber que havia caído em um golpe, na semana passada, ela pensou que estava fazendo um excelente negócio, com gente séria. O caso é investigado pela Polícia Civil, que não tem estatística de quantas vítimas a quadrilha já fez na região, pois muitas não chegam a registrar ocorrência. Para atraí-las, os estelionatários publicam anúncios tentadores em classificados de jornal.

A estanciense ficou interessada em um Gol zero- quilômetro por uma entrada de R$ 2,9 mil mais 88 parcelas de 328 reais. "Quando vi no jornal, logo entrei em contato. Era o carro que eu queria por um preço que poderia pagar." O primeiro contato foi com o suposto proprietário. "Ele disse que havia sido contemplado com o veículo através de uma compra programada, mas queria passá-lo adiante pelo valor pago porque já tinha carro." Orientada pelo homem a ligar para uma concessionária em Londrina, no Paraná, onde estaria o veículo, ela fez o contato e foi convencida a depositar o dinheiro da entrada em uma conta bancária. Na expectativa de receber o Gol, fez outro depósito de 356 reais, relativo à metade do seguro.

Desativados

"Eu pedi dinheiro emprestado para a compra. Agora estou com a dívida e um profundo arrependimento. O número publicado no jornal e os telefones que seriam da concessionária já estão desativados", lamenta a representante comercial. Ela alerta que o processo de negociação é bem articulado pela quadrilha, desde o homem que atende como dono do automóvel até os atendentes da revenda. "Eles falaram até o número da nota fiscal, e uma transportadora chegou a me ligar para o frete."

Para o inspetor de Polícia Júlio Cesar Dutra, da DP de Estância Velha, o caso é de difícil solução. "As contas bancárias são de laranjas, abertas com documentos falsos ou roubados, e os telefones são pré-pagos." Ele observa que o banco já foi oficiado a informar a procedência da conta e que também pretende descobrir a origem do anúncio. "As pessoas devem desconfiar quando o negócio é muito bom e nunca depositar dinheiro sem saber exatamente com quem está lidando."

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 299 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal