Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/07/2009 - Campo Grande News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpistas lesaram 1,2 mil famílias carentes em dois anos

Por: Fernanda Mathias e Adriany Vital


Mil e duzentas famílias beneficiárias dos programas Vale Renda, do governo estadual e Bolsa Família, do governo federal, compraram livros coagidas por vendedores que alegavam que elas teriam o benefício cortado se não adquirissem coleções. Após sete meses de investigações, a Polícia Civil chegou aos envolvidos no esquema e indiciou nove pessoas por estelionato.

Uma delas é Márcio Alves Figueiredo, de 35 anos, dono da Gênesis Editora que representava no Estado a editora Mundial, de Birigui (SP). Ele alegou que não sabia sobre os meios usados pelos supervisores de venda.

O supervisor de vendas Ricardo Luiz Ferreira Machado, de 30 anos, foi apontado como o “cabeça” do esquema. Ele e sua esposa, Vanessa Osório Cardoso, de 29 anos, arregimentavam os vendedores. Rodrigo Stabile Escanauela, 25 anos, dono da editora Mundial, também foi indiciado.

Também vão responder por estelionato os vendedores Vânia Pimenta Osório, 25 anos, Rodrigo Henrique Pereira, 24 anos, Adriano de Souza Bueno, de 24 anos, Tatiane Centurion Carteres, 26 anos e Giclene Oliveira Dantas, 32 anos.

As investigações começaram depois que 21 famílias de Ponta Porã denunciaram os golpes à Setass (Secretaria de Assistência Social). Elas foram ressarcidas.

O golpe – Os vendedores usavam a estratégia que melhor encaixasse para aplicar o golpe nas famílias de baixa renda. Há caso em que o vendedor se apresentou como funcionário do governo e dizia que os livros eram presente do governo federal, mas que era preciso assinar um termo.

Dias depois a pessoa foi surpreendida com oito parcelas de R$ 50,00 debitadas na conta de luz. Na maioria dos casos, porém, havia a ameaça de que se os livros não fossem comprados o benefício seria suspenso.

Em muitos casos as vítimas sequer sabiam ler e por isso se tornavam alvos mais fáceis para os golpistas. Há caso de família que ficou com a energia cortada por três meses, por ter sido obrigada a comprar os livros.

Após assinado o termo autorizando o débito na conta de luz a cobrança ficava a cargo da empresa Center Cob, que ligava para as famílias confirmando a compra. A Polícia conseguiu, porém, interceptar ligações em que o comprador manifestou desejo de desfazer no negócio, mas funcionários da empresa alegavam que o contrato não poderia ser rompido.

Há também vendas que teriam sido feitas de forma lícita. Em dois anos de atuação foram vendidos 15 mil livros a 8 mil famílias, segundo informou o delegado titular da Delegacia do Consumidor, Adriano Garcia Geraldo.

A secretária de Assistência Social, Tânia Garib, destacou que hoje 50 mil famílias são beneficiadas pelo Vale Renda no Estado e 117 mil pelo Bolsa Família.

O superintende do Procon, Lamartine Ribeiro, orientou as pessoas que adquiriram o kit com os livros e que se sentiram lesadas que procurem o órgão de defesa do consumidor nas agências da Capital e do interior ou através do telefone 151.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 493 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal