Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

02/07/2009 - Olhar Direto / Reuters Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Homem furta dinheiro de game virtual para pagar dívidas


Um usuário do game EVE Online -jogo de ficção científica em que usuários lutam, negociam e formam alianças entre si- furtou dinheiro de um banco virtual para converter os valores para a "realidade", no mercado negro.

No jogo, que tem cerca de 300 mil assinantes, os usuários ganham dinheiro por meio de manipulação de mercado ou eliminação dos rivais. Para usar, é preciso pagar US$ 15 por mês. A fraude ocorreu no EBank, grande instituição financeira do EVE Online, que recebe depósitos dos jogadores.

"O avatar dele é uma das pessoas que gerenciam o EBank. Ele tirou dinheiro virtual do banco e trocou por dinheiro real", afirma Ned Coker, da empresa na Islândia responsável pelo jogo.

Segundo ele, fraudador era presidente-executivo do EBank e causou um desfalque de 200 bilhões de créditos interestelares, a moeda corrente no jogo. Ele vendeu o dinheiro virtual por de US$ 5.100, para jogadores que preferem comprar os valores, em vez de ganhar a quantia usando o game.

Segundo o jogador, conhecido no game como Ricdic, ele tomou essa atitude para cobrir despesas relacionadas a sua casa e ao tratamento médico do filho. "Vi uma saída e decidi desfalcar o banco para resolver problemas da vida real", diz.

Se ele tivesse apenas roubado o dinheiro virtual, poderia continuar no jogo. Mas ao trocá-lo por dinheiro real, ele violou as regras e a empresa suspendeu sua conta.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 311 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal