Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/07/2009 - Alagoas em Tempo Real Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ministério Público Federal faz denúncia contra envolvidos em fraudes contra a Previdência em Alagoas


Durante entrevista coletiva concedida esta manhã, na sede da Procuradoria da República instalada em Arapiraca, o Ministério Público Federal de Alagoas apresentou os nomes das pessoas envolvidas em fraude contra a Previdência Social, identificadas e presas na Operação Denário, desenvolvida pela Polícia Federal no dia 3 de junho, que contou com 130 agentes e delegados federais. Foram 23 pessoas indiciadas e muitas estão presas no sistema prisional de Alagoas. Entre os envolvidos estão uma médica psiquiatra que assinava laudos falsos, três tabeliães, proprietários de terra, sindicalistas e médicos da Perícia do INSS em Palmeira dos Índios.

Estão presos Pedro Paulo da Silva, despachante previdenciário, que seria responsável por mais de 800 processos de pessoas aliciadas.Contra ele pesam acusações de estelionato, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, corrupção ativa e falsidade ideológica; seu braço direito Flávia Ferreira da Silva, acusada de estelionato, corrupção ativa, estelionato, formação de quadrilha e falsidade ideológica; Givanildo dos Santos Souza, uma espécie de administrador dos recursos provenientes das atividades ilícitas, que reponde pelas mesmas acusações atribuídas a Flávia; Cícero Bezerra Pereira,que arregimentava os falsos beneficiários; e Valmir Lopes Pereira, que começou como despachante, mas cresceu no “negócio” e já tinha seu próprio grupo.

Também estão presos Valdenice Pereira de Mendonça que era a “funcionária” de confiança de Valmir; Erasmo Jovino dos Santos, despachante que também já tinha seu próprio grupo e Manoel Barbosa da Silva, seu fiel colaborador; Jorge Bernardo de Souza presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Palmeira dos Índios e o funcionário da entidade Luiz Carlos Costa, que colaboravam com as quadrilhas de Erasmo e Valmir; Maria Quitéria de Barros que arregimentava falsos beneficiários e colaborava com a quadrilha de Erasmo; e Givanilda Martins da Silva Lima, que agia para as quadrilhas, aliciando mulheres e falsificando os documentos para que elas tivessem direito a auxílio maternidade de filhos “fantasmas”. Parte da pensão ficava com Givanilda.

Respondem a processo em liberdade o proprietário rural Pedro Alberto de Araújo Toledo, acusado de formação de quadrilha e falsidade ideológica; a médica psiquiatra Consuelo Figueiredo de Mariz, funcionária pública da Prefeitura de Palmeira dos Índios, que fornecia atestados médicos falsos; Sandra Maria Leite Teixeira do Nascimento, tabeliã do Cartório de Registro de Nascimentos de Palmeira dos Índios, que emitia e testemunhava os documentos falsos.

Está foragida Maria Lúcia Buíque Celestino, uma das testemunhas dos documentos falsos.
Pelo esquema rolaram mais de mil documentos falsos emitidos pelas quadrilhas para conseguirem recursos da Previdência Social estimados em mais de R$ 6 milhões, comprovados e cerca de 800 outros processos estão sendo investigados. Os grupos agiam em todo o território alagoano, segundo alguns integrantes beneficiados com delação premiada, o que fez a Polícia Federal ouvir 120 pessoas nos 15 dias de inquérito.

Com o inquérito de 16 volumes a cargo do delegado Delano Cerqueira concluído, os procuradores da República José Godoy Bezerra de Souza e Marcos André Carneiro afirmou que os envolvidos serão processados na Justiça Federal. O julgamento ficará por conta do juiz da 8ª Federal de Arapiraca, Rubens Canuto. A pena pode chegar até 13 anos de detenção e devolução dos recursos fraudados. Tudo começou porque a Previdência suspeitou do grande número de pessoas que estavam sendo beneficiadas com Auxílio-Doença, Aposentadoria Especial Rural e Benefício por incapacidade e o maior número estava em Palmeira dos Índios.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 473 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal