Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/06/2009 - Jornale Curitiba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Motorista e cobrador usavam cartão de idoso para ficar com passagem

Por: Edson Fonseca

Os dois foram presos pela Guarda Municipal na linha Vila Marisa.

A Guarda Municipal prendeu na quarta-feira (24) um motorista e um cobrador de um ônibus da linha alimentadora Vila Marisa, por uso indevido de cartão de terceiros para ficar com o dinheiro da tarifa. O caso foi apurado pela Urbs, que acionou a Guarda Municipal. A prisão aconteceu no ponto final da linha, na rua Paulo Schreiber, perto da Estrada Velha do Barigui. O cobrador e motorista foram encaminhados à 11ª Delegacia Policial, na Cidade Industrial.

O 11º Distrito Policial (CIC) vai investigar o crime de estelionato. Mauro Nunes da Silva, de 36 anos, e Luiz Antônio Pariz, de 35, foram presos em flagrante. A fraude passa de R$ 300 em pouco mais de 20 dias de monitoramento. O cartão transporte está em nome de Vitor de Lima, 72 anos, que prestou depoimento e foi indiciado por estelionato.

"O monitoramento começou no dia primeiro de junho e até o dia 22 foram registrados uma fraude de mais de R$ 300", disse o delegado. Os dois utilizavam o cartão do idoso para liberar a catraca e ficavam com o dinheiro da passagem. Além disso, o idoso utilizava o cartão com a neta, de 14 anos, todas as manhãs e depois deixava o cartão com o cobrador para realizar a fraude.

Cobrador e motorista foram presos por estelionato e corrupção de menores. "Eles também foram indiciados por corrupção de menores porque a neta do cobrador utilizava o cartão do idoso, assim coagiram à adolescente a cometer um crime", disse.

Ainda Segundo Gerson Machado, existe uma prática por parte de alguns motoristas e cobradores que costumam se apossar de valores do transporte coletivo e depois acabam registrando boletins de ocorrências com roubos que não ocorreram e assim embolsam o dinheiro das passagens. "As empresas não se preocupam porque ganham por quilômetro rodado e o prejuízo acaba sendo da URBS e consecutivamente da população", alertou o delegado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 344 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal