Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/06/2009 - W News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Entenda como seu computador pode ser ameaçado na internet

Por: Amanda Demetrio


Entre os usuários de internet banking e de comércio eletrônico existe uma preocupação unânime: segurança. Em palestra sobre cyber crimes, Amol Deshmukh, da Gemalto, explicou algumas das ameaças às quais seu computador pode estar exposto na internet. Veja algumas delas:

Cavalos de Troia: são programas a serem instalados no seu computador que liberam o caminho para outras possíveis invasões.

Phishing: o phishing é um dos mais famosos golpes, ao menos é um dos mais visíveis. São os ataques online com spams, sites maliciosos, mensagens instantâneas e e-mails, que pedem para que você revele informações sigilosas. Parece incrível, mas Deshmukh revelou que kits para fazer o phishing podem ser encontrados em lojas online fora do País por cerca de US$ 25.

Pharming: este é uma espécie de evolução do anterior, o phishing. No Pharming, os criminosos tentar enganar os consumidores roubando o domínio de algum site da internet e redirecionando seus visitantes para um outro site falso. No novo site, mais informações para fraudes são solicitadas.

Men-in-the-middle: também conhecida como MITM ou “homem no meio”. Neste cyber crime específico, você pensa que está mandando suas informações diretamente ao banco ou para alguma instituição, mas existe um criminoso no meio, recebendo seus dados, registrando, e enviando finalmente ao destino final. Neste caminho, ele anota seus dados e senhas para poder usar posteriormente. Esse tipo de crime ficou conhecido internacionalmente em 2007.

Keyloggers: softwares instalados em seu computador que gravam tudo o que você digita no teclado. O perigo pode existir ao digitar informações sobre contas, cartões de créditos e até mesmo senhas de contas comuns de internet. Uma evolução é o screenlogger, que consegue armazenar a posição do cursor e a tela apresentada nos momentos em que o mouse é clicado.

Spyware: este programa, quando instalado no seu computador, age como um espião mesmo, coletando todas as informações dos seus hábitos de internet. É bem difícil que você o perceba durante o uso do computador e ele pode entrar por diversas maneiras, desde o download em sites até conexões de compartilhamentos de arquivos.

Spam: o spam é uma espécie de correspondência indesejada que pode ser perigosa, porque pode trazer outros programas indesejados ao seu computador.

Vírus: um programa que se instala no computador e precisa de outro programa para poder se espalhar.

Men-in-the-browser: conhecido também como MitB ou “homem no navegador”, é uma das formas mais recentes de ataques na internet. É um programa instalado no seu computador que contamina o seu navegador e tem o poder de modificar páginas e conteúdo de transações.

Worm: é um programa que se replica e espalha sem a ajuda de outros programas. Invade o computador e pode ser usado para deletar arquivos e enviar documentos.

As ameaças são numerosas, mas não há porque não usar os serviços online, de acordo com Deshmukh. Segundo ele, as empresas buscam estar sempre um passo a frente dos suspeitos. Até mesmo porque, segundo Deshmukh, os bancos e empresas estão entre os que mais pagam pelos crimes que acontecem em suas transações online.

A prevenção para todos esses ataques continua sendo a mesma para os consumidores: manter os serviços de antivírus e os navegadores atualizados e evitar clicar em links que não sejam seguros. Já as empresas devem segmentar seus clientes e buscar soluções específicas para cada grupo, segundo Deshmukh.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 264 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal