Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/06/2009 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos envolvidos em esquema de desvio de dinheiro público em Campos

Por: Aloysio Balbi


RIO - O juiz da 1ª Vara Criminal de Campos, a pedido do Ministério Público, decretou a prisão de seis pessoas envolvidas em um esquema de desvio de dinheiro da Prefeitura de Campos, no Norte Fluminense, que pode chegar a R$ 40 milhões. Entre os presos está o atual presidente do PCdoB de Campos, o ex-vereador Sivaldo Abílio de Oliveira, 67 anos, que é ex-presidente da autarquia Campos-Luz e chegou a ser presidente da Câmara dos Vereadores.

Todos os presos trabalhavam na Campos-Luz no governo do ex-prefeito Alexandre Mocaiber (PSB). No mês passado, durante a operação Alta Tensão, Abílio já havia sido preso, mas liberado logo em seguida graças a um habeas corpus. Além dele tiveram prisão preventivas decretadas Italanei Barroso Falcão, que era diretor financeiro da Campos Luz; Jorge Fidélis Alencar, funcionário de uma empreiteira; Erivelto da Mata, funcionário da Campos Luz; Paulo da Costa Monteiro, empreiteiro; e Luiz Siqueira, que era um dos que faziam saques em cheques da conta da autarquia na Caixa Econômica.

Segundo a polícia, Abílio é acusado de desviar cerca de R$ 40 milhões dos cofres públicos. De acordo com as investigações, ele teria sacado R$ 10 milhões numa agência da Caixa Econômica da cidade no último dia útil do ano passado, no apagar das luzes do governo do ex-prefeito.

No mês passado, a Polícia Federal prendeu quatro pessoas acusadas de envolvimento do esquema. Além disso, foram apreendidos 23 veículos, sendo nove caminhões de grande porte, 11 carros, duas motos e um trator. Também foram apreendidas cinco armas, munições, dois cofres, notebooks, cerca de 20 computadores, 50 aparelhos celulares, além de eletrodomésticos, dinheiro e jóias. Os agentes também apreenderam equipamentos de um estúdio de som, em Campos. Nove empresas de Campos atuavam como "fantasmas" e estariam envolvidas no superfaturamento de obras. Todas foram lacradas.

Em maio, a Justiça Federal em Campos acolheu a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-prefeito Alexandre Mocaiber pelo desvio de recursos do Programa de Saúde da Família (PSF), apurado na Operação Telhado de Vidro. Com o recebimento da denúncia, oferecida pelo procurador da República Eduardo Santos de Oliveira, Mocaiber passa a responder a um processo penal na 1ª Vara Federal de Campos.

Mocaiber foi denunciado pelos crimes de formação de quadrilha (duas vezes), corrupção passiva (duas vezes), dispensa indevida de licitação (seis vezes) e fraude a licitação (duas vezes). Ao receber a denúncia, o juiz da 1ª Vara Federal de Campos indeferiu por ora o pedido de prisão preventiva do ex-prefeito. A participação do réu em duas quadrilhas foi verificada a partir de interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 360 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal