Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/06/2009 - Correio do Povo de Alagoas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Será que a corrupção é um defeito pessoal ou do sistema como um todo?


A Revista Veja de 27 de maio do ano corrente, nas páginas 140 e 141, André Petry, colunista, escreveu sobre a diferença entre as formas de se punir os escândalos na política na Inglaterra, onde a – Câmara dos Comuns – equivalente a nossa Câmara dos Deputados, vive também um momento de apuração dos desvios de verbas como o nosso escândalo das passagens áreas na Câmara Federal.

Lá na Inglaterra, não acontecia um fato dessa natureza há exatos (314 anos) e Michael Martin, um ex-metalúrgico, líder sindical – que presidia a Câmara dos Comuns – teve que renunciar à presidência, ficando impedido de se candidatar de novo para o parlamento Inglês por promover desvios de verbas.

Já no Brasil os deputados envolvidos com o escândalo das passagens áreas nada sofreram de punição e apenas mudaram a nomenclatura dos gastos com estas despesas transformando os valores para seus respectivos orçamentos via verba de gabinete, caso se restrinja o direito de usarem as passagens áreas.

Também no Brasil, na cidade de Neópolis, no estado de Sergipe, um prefeito teve seu mandato cassado por falcatruas feitas durante o período eleitoral de 2008.

A justiça fez a sua parte, cassou o mandato de um corrupto, agora cabe ao povo neopolitano não permitir que uma rede de corrupção se instale no município através de um candidato laranja apoiado por um desequilibrado, que fez e faz de tudo para se manter no poder, e que vem tentar enganar a uma parte da população neopolitana já que não conseguiu burlar a justiça.

Sim, é permitido ao mesmo apoiar a um candidato, para permanecer na política. Contudo para se concretizar o sonho da sua ambição, será necessário que tenha o aval da maioria do eleitorado de Neópolis, e isto é um desafio à inteligência de quem vota, e essa é a prova de fogo para se saber se o eleitorado neopolitano é ou não politizado, pois quem der um voto de confiança a quem frauda uma eleição, é também responsável pelos desmandos que ocorrerem nas contas de um município que abraçará aos seus filhos com a marca da corrupção, e quem ama aos seus filhos, deve zelar pelo melhor para o futuro deles.

Tradicionalmente Sergipe é um estado politizado, mais organizado politicamente que muitos outros estados da federação. E é acreditando nesta visão de que Neópolis faz parte da nação sergipana que não acreditamos num erro a se cometer, elegendo um candidato laranja para o prosseguimento da improbidade administrativa.

O povo neopolitano está convocado a dar provas da sua maturidade política agora, e mesmo se respeitando o direito permitido pela democracia da livre escolha, que não se encontre eco para uma escolha que leve uma cidade e sua população a amargar o preço de ser conhecida como a cidade onde o povo não sabe votar!

A observação de parte do eleitorado de Neópolis já fica latente quanto à dúvida em escolher um mero desconhecido administrativamente que é o candidato laranja, ou um experiente e comprovado administrador.

A justiça neopolitana já fez a sua parte, desmascarou um fraudador de eleições, cabendo agora ao povo tomar a decisão acertada em não dar sequência ao que podemos chamar de estelionato do futuro de gerações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 271 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal