Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/12/2006 - Gazeta de Limeira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Idosa lesada em R$ 600 dá até bolo e suco a golpistas


Sem saber que estava lidando com dois vigaristas, a aposentada L.P.O., 70 anos, moradora do Jardim São Manoel serviu bolo de banana e suco à dupla que a levou a cair em mais um dos clássicos casos de estelionato - crime conhecido como “conto-do-vigário”.
O fato ocorreu às 9h40, e fez com que a idosa fosse lesada em R$ 600 em dinheiro, que mantinha em sua residência. Ela foi abordada inicialmente na Rua Desembargador Júlio César da Silveira, por uma mulher que disse ser sitiante e sem conhecer a cidade.
A mulher dizia que precisava chegar a determinado endereço onde entregaria um bilhete de loteria. Quando a vítima já começava a dar a informação, surgiu um homem gordo, de estatura média, moreno claro, que usava camisa azul clara e calça azul marinha.
O homem disse ter ouvido a conversa e que desconfiava que tal bilhete estivesse premiado. Apanhou o celular, e alegou ter ligado para casa lotérica e um banco, passando os números constantes no bilhete. Logo desligou e disse que o prêmio era de R$ 500 mil.
Ao perceber que a mulher que levava o bilhete de loteria parecia ter uma simplicidade e ignorância muito grande, a idosa ficou preocupada que o tal homem lhe passasse a perna e ficasse com o dinheiro e prometeu ajudá-la a receber o dinheiro do prêmio.
Contente com a iniciativa de L., ela decidiu que não levaria mais o bilhete onde pretendia e que ao receber o prêmio, daria R$ 20 mil a cada um. O homem até reforçou sus proposta e ofereceu à mulher uma quantia em dinheiro, que seria a garantia de fidelidade.
Com isso, deixaram a idosa em situação de ter que fazer a mesma coisa. Como ela estava na rua, aceitou ir à sua residência apanhar R$ 600 que tinha guardado. Entrou em um carro não identificado e logo já estavam em sua casa, tomando o lanche e conversando.
O casal saiu dizendo que tinham que pegar os documentos da mulher e que voltariam logo para juntos, irem ao banco receber o dinheiro e distribuir as recompensas. A idosa aguardou por algum tempo e como eles não retornaram, telefonou para o filho.
Após contar o ocorrido, foi informada por ele de que tinha acabado de cair em um conto-do-vigário. Segundo ela, a falsa sitiante era morena clara, de cabelos lisos e escuros, forte, de estatura média e usava uma bolsa. O caso foi registrado no 1º DP.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 457 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal