Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/06/2009 - Jornal de Angola Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Comissário Eduardo Cerqueira: Fraude bancária está a crescer

Por: Fonseca Bengui


O director da Direcção Nacional de Investigação Criminal (DNIC), comissário Eduardo Cerqueira, revelou, ontem, em Luanda, que, nos últimos tempos, houve um “aumento acentuado” dos crimes de burla e das fraudes financeiras, principalmente fraudes bancárias.
“Os bancos estão a ser, agora com maior frequência, alvos de actos praticados com base na falsificação de documentos, sobretudo títulos, para que, de forma fraudulenta, os seus autores possam fazer a subtracção de valores em quantias avultadas”, disse Eduardo Cerqueira, quando falava sobre o tema “Crimes de maior incidência em Angola”, durante as Jornadas Jurídicas do Ministério do Interior, que decorrem, de ontem até hoje, no anfiteatro daquela instituição.
Sem revelar números, Eduardo Cerqueira disse que os criminosos adoptaram métodos mais sofisticados, que incluem a utilização das operadoras de telefone e da emissão de Bilhetes de Identidade com base em documentos fraudulentos, que são usados para fazer levantamentos em bancos.

Uma média de 132 crimes são praticados por dia

Dos 48 mil crimes registados em 2008, 40 mil têm autoria co-nhecida, registando-se uma média diária de 132 crimes, contra 105 crimes/dia em 2007.
As províncias de Luanda, com 13.558 crimes registados, seguida de Benguela, com 6.286 e Huíla, com 4.138, foram as mais afectadas pela criminalidade durante o período em referência.
Do lado contrário, as províncias do Huambo, Malanje e Lunda-Sul registaram reduções nos índices criminais. Lunda-Sul foi a província que registou o menor número de crimes.
As ofensas corporais voluntárias simples lideraram os números dos crimes registados no país durante o período, com 9.841 casos, representando 20,3 por cento do total de crimes registados.

A maior subida de crimes é registada em Luanda

Luanda foi a província que registou a maior subida de índices criminais no referido período, enquanto o Huambo registou a maior redução no índice de ocorrências.
Dos 20.236 processos remetidos a tribunal, no ano passado, Benguela foi a província que maior número enviou a juízo, seguindo-se as províncias do Namibe, Zaire e Huambo. Luanda ficou em quarto lugar devido à queda do edifício sede da DNIC, em Abril do mesmo ano, obrigando-se a refazer muita coisa.
Eduardo Cerqueira explicou que a campanha de desarmamento da população civil contribui para alguma redução da criminalidade de maior gravidade, fazendo com que os crimes de mais perigosidade deixassem de ser praticados, em alguns casos, com armas de fogo, para passarem a ser praticados com armas brancas.

Efeitos da acção da justiça

O director da DNIC apontou a celeridade nos julgamentos e a publicitação das medidas aplicadas pelos tribunais depois do julgamento como factores que podem influenciar na redução do número de crimes.
Eduardo Cerqueira disse que, “as pessoas continuam a manter um pensamento de que às vezes a justiça faz-se e termina na esquadra policial ou na polícia de Investigação Criminal, mas não é isso”. “Nós batemos na tecla de que esses casos devem ser julgados com a maior celeridade e publicitados” - disse.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 559 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal