Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/12/2006 - 24 Horas News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Corrupção, esse mal tem cura?

Por: Vladimir Bouret


Segundo o dicionário, corrupção significa: ato ou efeito de corromper; podridão; decomposição; devassidão; adulteração; suborno; prevaricação.

Existem relatos na história da humanidade, casos de corrupção desde a época da idade antiga e até antes da era cristã. No Brasil a corrupção chegou provavelmente em torno do ano 1500 e dentro de nossa história existem milhares de casos registrados como ato de corrupção. Prova disso são algumas de nossas expressões populares, como: "santinho do pau oco", que na verdade era um meio de contrabandear ouro do Brasil dentro de estátuas de santo, e esta eram ocas, assim burlavam a fiscalização. Já que nessa época, um quinto do ouro extraído do Brasil pertencia a coroa. Como sempre acontece aqui, este esquema só foi descoberto lá pelo ano de 1710 e nisso muitas toneladas e ouro foi roubado da coroa.

Hoje em dia existem ainda muitas "formas" de corromper ou de praticar corrupção. É um mal a assoalha o país e que não se vê a curto, nem a médio prazo, uma maneira de para-la.

As causas podem ter origens culturais e morais e está ligada a quase todos os setores da sociedade. Vai de dentro da própria casa do brasileiro até aos mais altos escalões da política, dos três poderes e do meio empresarial. Cresce a passos largos e arrecada braços e mentes, que aprimoram os meios para que a corrupção continue a ser um meio de viva de muitos.

Sabemos que não somos totalmente corruptos, a questão cultural é explicada, mas não justificada, visto que na Austrália que foi colônia dos ingleses e "depósito" de marginais na época, hoje atinge baixíssimos índices de corrupção. No Japão, também existe corrupção, basta ver que a todo ano temos ministros, políticos e empresários sendo presos, exonerados ou pedindo renúncia por ter sido descoberto em esquemas fraudulentos.
Já que a corrupção não é um mal exclusivo, seria então o Brasil o paraíso para os corruptos? Talvez, já que aqui ela esta em todos os setores públicos e privados. Creio eu, que o problema esta muito acima de questões sócio cultural e moral. Temos justiça e leis para serem aplicadas e o problema esta muito acima da aplicação delas, mas sim na seriedade da nossa justiça. Pois se temos pessoas honestas, temos um número muito, mas muito maior, de desonestos e isso é apenas fruto de nossa impunidade. Os esquemas de corrupção são grandes, nossa justiça é falha e morosa. Isso acaba com os valores éticos, muitos não pensam no futuro e sim no momento em que se beneficiam por um ato de corrupção. A honestidade esta tão escassa que não confiamos mais em ninguém, não se tem mais a palavra, e nem mesmo a assinatura registrada em cartório é segurança de honestidade.

Falar em combater a corrupção no Brasil não é fácil, pois como vimos, ela vem de muitos anos, mas para isso temos que nos espelhar nos países mais velhos, nada de dizer que ainda somos jovens e que são apenas 500 anos. Temos que fazer com que não cometamos os erros dos outros, para que quando atingirmos a idade adulta, possamos ser tão honesto, grandes e fortes quanto os países mais velhos.

No meu ver, o grande problema que muito beneficia a corrupção aqui no Brasil é que os esquemas são descoberto muito tarde, quando muito já foi roubado. E pior, sempre são descobertos por acaso, quando alguém que esta insatisfeito com a sua parte no esquema, ou por uma escuta telefônica ilegal, feita por algum jornalista, policial, ou cidadão comum corrupto, com intenção de cobrar propina para não delatar o esquema de corrupção.

A saída para uma redução na corrupção no brasil a longo ou até a médio prazo é o investimento na área de auditoria. Exemplo disso são países como EUA, Inglaterra, Itália, Austrália, Holanda, entre outros mais desenvolvidos. Nestes países, existe cerca de uma centena de auditores para mais ou menos cem mil habitantes. Já no Brasil, deve existir cerca de 10 auditores para a cada cem mil habitantes, imagina a desproporção e ainda a má qualidade técnica dos profissionais. Fora o salário da classe que esta "congelado" há quase dez anos, favorecendo ainda mais a questão da propina. Contando ainda com a falta de reciclagem e aprimoramento técnico dos auditores, que vai de ruim a péssimo. Sem querer desmerecer a classe, pois eles são os injustiçados por esse desleixo.

Se a função primária do auditor é fazer com que a corrupção nem seja praticada, deveriam estes serem os mais sérios, responsáveis e capacitados de todo o sistema. Portanto vejam que para controlar e futuramente extingui, ou reduzir ao mínimo a corrupção, devemos investir na área fiscal e social. Dando capacidade técnica, bons salários, segurança e valorização ao auditor. Fora as responsabilidade dos gestores públicos na área social, com investimento na educação, saúde, moradia, na geração controlada de emprego, visando as áreas urbanas e rural.

Remunerar, dar valor e cuidar do Contador Público, que é quem impede que outros pratiquem fraudes, roubem e cometam atos corruptos, talvez seja o começo de uma melhora no grande e descontrolado índice de corrupção no Brasil. Quem sabe por ai começamos a ver luz no fim do túnel e não sejamos tão pessimistas, e saber que um dia, possamos ter os corruptos descobertos, detidos, investigados, julgados e condenados.

Se as Forças Armadas existe para que não haja guerra, a fiscalização dos auditores é mais do que a garantia do combate a corrupção. Sendo assim, podemos dizer que o Brasil é a grosso modo, um país corrupto e isso se dá por este ser mal e pouco fiscalizado.

O brasileiro esta farto de tanta corrupção, desesperançado de saber que a honestidade e a dignidade social não nos leva a nada, não nos faz realizar os sonhos e nem faz com que nossos filhos cheguem onde desejávamos. Temos que mostrar que a corrupção não compensa, deixemos bem claro que, quem tentar burlar o sistema será descoberto e punido nos rigores da lei. Vamos fiscalizar e lutar pelos direitos e deveres de uma sociedade justa e correta, vamos dizer um basta a corrupção.

Para isso precisamos de fiscalização, de denúncia, de aplicação das leis e agilidade da justiça. Precisamos ter o auditor fiscal na primeira fila, sendo que este deve ser reconhecido e valorizado nessa batalha.


Vladimir Bouret é Servidor Público, lotado no Tribunal de Contas do Estado de MT.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 447 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal