Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/06/2009 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Família presa com documentos falsos e armas


O pai, Alci Bonato, 69 anos, a esposa Lourdes Ercília da Silva, 46, e o filho Silvano Bonato, 28, foram presos em flagrante, com vários documentos falsos e armas de fogo na casa deles, no último sábado (13), em Barra de São Francisco.

A Polícia Militar apreendeu nove carteiras de trabalho, sete carteiras de identidade, títulos de eleitor, cartões de crédito, celulares, seis armas com munição, e aparelhos de som sem nota fiscal, que podem ser de contrabando. Além de dinheiro e notas promissórias, que totalizam R$ 340 mil, também encontraram extratos bancários com altas movimentações financeiras e cheques de comerciantes da região.

Os três foram ouvidos pelo delegado, Adriano Scárdua, na manhã de ontem. Alci confessou receber quatro benefícios da previdência social com nomes diferentes. Polícia acredita que com o dinheiro da fraude o grupo praticava agiotagem. Silvano chegou a confessar ser agiota.

O delegado afirma que o pai foi preso por uso de documento falso, corrupção ativa, agiotagem e porte de arma, e o filho por comércio de armas e agiotagem. Adriano explica que Lourdes, também é acusada de agiotagem, mas foi liberada ontem porque seu crime é de menor potencial ofensivo. "É um processo penal simplificado. Ela responderá ao Juizado Especial Criminal", detalhou. Pai e filho serão encaminhados para penitenciária do município.

O delegado esclarece que a fraude do INSS cabe a Polícia Federal apurar. "Os demais crimes, como falsidade documental, não pudemos dar prisão em flagrante porque era crime já praticado. Mas as investigações continuarão", ressaltou.

Há indícios de que o grupo contava com a ajuda de mais pessoas. O comandante do GAO, tenente Gilson fala da possibilidade de participação de cartórios da região. O delegado Adriano afirma que ainda não há elementos que confirmam este envolvimento, mas serão investigados.

A atuação do grupo foi descoberta durante uma abordagem de rua no centro de Barra de São Francisco. Silvano foi flagrado dirigindo sem habilitação. Os policiais checaram a carteira de identidade dele, e perceberam que o nome do pai, era diferente do que todos na cidade conheciam há 20 anos. Alci Bonato era conhecido como Antônio Marques. A polícia desconfiou e foi até a casa da família, quando encontrou todo material.

Na ocorrência policial consta que Alci possui quatro mandados de prisão, segundo consulta ao sistema da Rede Nacional de Inteligência de Segurança Pública (INFOSEG).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 389 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal