Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/06/2009 - Diário Oficial PE Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

TSE adota biometria para evitar fraude eleitoral


A decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de cadastrar quatro milhões de brasileiros por meio da biometria, ou seja, da impressão digital, recebeu, ontem, o apoio do líder da bancada do Governo, deputado Isaltino Nascimento (PT). Para o petista, a iniciativa ajudará a combater as fraudes nas eleições, significando avanço para a democracia do País.

No final do mês passado, os ministros do TSE aprovaram a proposta do Grupo de Trabalho de Identificação Biométrica, que pretende alcançar 3% do eleitorado de cada Estado, no pleito do próximo ano. A intenção do Tribunal é cadastrar os 120 milhões de eleitores brasileiros por meio da biometria, no prazo de oito anos.

“Sabemos o quanto a lisura no processo eleitoral é importante. Temos informações da experiência de Pernambuco em que prefeitos se elegeram por margem insignificante de votos e outros perderam, como no caso de Carnaubeira da Penha, Sertão de Itaparica. Lá, o candidato foi derrotado por apenas oito votos”, declarou. Em 2007, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) realizou recadastramento em 23 municípios do Estado e 77.545 títulos foram cancelados, representando 31,59% dos eleitores das cidades. “Só em Águas Belas, no Agreste Meridional, foram mais de oito mil. Dessa forma, considero que a decisão do TSE vai extinguir os votos fantasmas ou itinerantes”, acrescentou Nascimento.

Em aparte, o deputado Edson Vieira (PSDC) parabenizou o pronunciamento do líder governista. “As fraudes contribuem para que o pleito não reflita a vontade do povo. É justo adotar uma identificação mais rigorosa, uma vez que as carteiras de identidade e de habilitação precisam de foto para serem emitidas, mas o título de eleitor não.” O deputado Maviael Cavalcanti (DEM) pensa diferente. “O que precisamos no País é da Reforma Política para moralizar a vida pública”, defendeu.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 226 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal