Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/06/2009 - Jornal da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Civil prende um dos golpistas da Digiminas

Por: Eduardo Idaló


Polícia Civil prendeu estelionatário integrante da empresa Digiminas que aplicava golpes pela internet e tinha sede em Uberaba. Leandro Agostinho era um dos quatro procurados da Justiça e foi localizado ontem na cidade de Araçatuba (SP). Existem outros três mandados de prisão expedidos. O autor capturado foi trazido a Uberaba, na noite de ontem, por dois agentes da PC e um guarda municipal, e deve ser interrogado hoje.

Equipe de agentes comandados pela delegada responsável pelo caso, Laís Fernanda Esperança Gomes, foram até Araçatuba depois que tiveram informações da polícia paulista sobre o atual endereço do autor foragido. Segundo Laís, Leandro possui várias passagens por estelionato, tendo agido em diversos municípios do interior paulista. “Até hoje não sabemos ao certo quantas vítimas o grupo fez e quanto de dinheiro foi desviado. Sabe-se que existem pessoas lesadas nos quatro cantos do Brasil. A Digiminas funcionava com sede em Uberaba e um site na rede disponibilizava produtos de informática e eletrônicos em geral. As vítimas efetuavam a compra, pagavam uma porcentagem em depósito em contas bancárias de “laranjas” e nunca recebiam os produtos”, explica a delegada.

O esquema foi desmanchado em outubro do ano passado, quando explodiram denúncias em vários pontos do país. Para a delegada, a maior dificuldade em localizar os suspeitos está no fato de que os nomes podem ser falsos. Laís afirma que o bloqueio do site, bem como das contas, foi determinado pelo juiz Habib Felippe Jabour.

Segundo ela, existe apenas uma conta no nome do investigado Marcos Fernandes Ryelmi, mas até agora o banco ainda não comunicou à polícia o valor em depósito. Mas, Laís acredita que o montante deve ser baixo. Ela o considera esperto o bastante para não deixar grandes quantias em conta. Além da Digiminas, Ipek e Evidence também seriam nomes utilizados pela mesma quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 366 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal