Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/06/2009 - SEGS Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

CNSeg lança ferramentas para combate a fraudes


A Confederação Nacional das Seguradoras (CNSeg) lançou mais dois modelos do Registro Nacional de Sinistros (RNS), que visa a ajudar as empresas do setor na definição de uma política de subscrição de riscos, de combate a fraudes e de proteção aos negócios. Um deles é específico para o ramo de pessoas e o outro, para os riscos patrimoniais.

O RNS Pessoas, sucessor do RNS Vida, foi lançado em workshop organizado pela CNSeg, no Rio de Janeiro. Esse modelo foi solicitado pelo mercado e é considerado um passo importante no aperfeiçoamento do serviço de proteção dos negócios. “Contudo, seu bom desempenho dependerá da adesão das seguradoras, que devem repassar seus dados de sinistros à base do RNS para ampliar o escopo de ação do sistema”, comentou o diretor da Central de Serviços da CNSeg, Horácio Cata Preta.

Para ele, a troca de informações de sinistros entre as seguradoras é fundamental para melhorar os processos de contratação de cobertura e regulação de sinistros.

O sistema também permite obter informações sobre óbitos (tendo em vista que há tentativa de fraudes com nome de pessoas mortas), por meio de acesso à base de dados do Sistema Nacional de Óbitos (Sinob), da Dataprev, validando o falecimento do segurado ou do beneficiário indicado no contrato.

E ainda informações sobre invalidez permanente, doença terminal, acúmulo de um determinado beneficiário em diversos sinistros ou eventos avisados.

Esse conjunto de informações, segundo Cata Preta, permite ao subscritor de risco, dentro do prazo legal estabelecido pela Susep, recusar riscos indesejáveis ou até mesmo riscos já sinistrados, prevenindo e reduzindo a fraude ainda na etapa inicial da contratação.

Além disso, na fase de regulação, permite recusar o pagamento de indenização, evitando- se a tentativa de fraude.

A CNSeg informou ainda que o RNS Riscos Patrimoniais já está disponível e homologado. Esse sistema proporciona melhores condições para análise e aceitação de negócios, redução de custos com sinistros, abusos ou práticas ilícitas, evitando-se indenizações indevidas, atuando, também, no processo de prevenção e detecção das fraudes.

As seguradoras Allianz, Alfa, Minas Brasil e Porto Seguro já realizaram a adesão ao sistema.

Seguradoras interessadas em aderir o RNS Riscos Patrimoniais devem solicitar o termo de adesão e a tabela de preços, através do e-mail siseg@cnseg.org.br.Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 404 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal