Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/06/2009 - A Tarde Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Idosos sozinhos viram alvo de estelionatários

Por: Samuel Lima


Enquanto os números de casos de ameaças e lesões corporais registrados na Delegacia Especial de Atendimento ao Idoso (Deati) apontam diminuição, as estatísticas da unidade revelam crescimento das ocorrências de estelionatos. Entre janeiro e maio deste ano, foram catalogadas 32 queixas de golpes contra idosos – no mesmo período do ano passado, foram 18 denúncias. Ou seja, acréscimo de 77,7%.

“O problema é que os idosos confiam em estranhos. Sozinhos, não conseguem realizar operações bancárias, por exemplo, e acabam confiando nas pessoas por ser a única forma de conseguirem o que precisam. Quando estão acompanhados, não se tornam ‘presas’ fáceis”, analisou a delegada Maria Izabel Garrido, plantonista da Deati.

De acordo com a advogada Karina Azevedo, do Núcleo de Direitos Humanos Especializado em Violência contra a Pessoa Idosa (NUDH), a quantidade de denúncias de idosos que são lesados financeiramente – que incluem estelionatos – é maioria entre as que chegam ao órgão.

“Antes, as agressões e maus tratos eram a maior parte das denúncias. Agora, 85% dos casos que chegam aqui são de violência econômica”, enfatizou. Um dos crimes apurados por policiais da Deati teve como vítima uma pensionista de 67 anos, que, na tentativa de adquirir um empréstimo de R$ 1,6 mil, acabou perdendo R$ 3.285 para um golpista, além de contracheques.

“Ele a convenceu a entregar R$ 600 para conseguir o empréstimo. Depois, mais R$ 1,7 mil com argumento de que agilizaria o pedido de aposentadoria dela, mais R$ 125 para limpar o nome dela do Serasa e outros R$ 960 para regularizar documentos do carro. O pior é que ela não tem qualquer documento que comprove a entrega das quantias”, relatou a delegada Maria Izabel.

No boletim de ocorrência, consta que a idosa explicou as perdas com a alegação de que o homem “afirmou ser uma pessoa de palavra e que papel não resolveria nada”. À frente do serviço de investigação da Deati, o agente Roberto Carlos confirmou que a pensionista não foi a única vítima do estelionatário, que já foi identificado, mas não teve o nome revelado pelos policiais.

Dificuldades – Para a advogada Karina Azevedo, os representantes de bancos e operadoras de cartões procuram sempre oferecer empréstimos a idosos aposentados ou pensionistas. “Esses estabelecimentos sabem que há dificuldade dos idosos de entenderem as propostas e que o dinheiro deles estará sempre disponível para a quitação das parcelas”.

“Há casos de pessoas que aproveitam a dificuldade dos idosos em operar os caixas eletrônicos, oferecem ajuda e conseguem até trocar os cartões ou ver a senha. Na semana passada, uma mulher teve R$ 600 sacados da conta desse jeito. Os bancos têm que deixar um funcionário responsável para auxiliar os idosos”, alertou a delegada.

Equipe insuficiente - Conforme a delegada Márcia Telma Chaves, titular da Delegacia Especial de Atendimento ao Idoso (Deati), a unidade recebe uma média diária de dez denúncias. E a investigação de tantos casos fica a cargo de apenas sete policiais. “Neste mês de junho, por conta de férias, estamos em apenas quatro. Fica complicado realizar todos os serviços”, alertou Roberto Carlos, chefe de investigação em exercício da Deati.

Além de mais viaturas, o investigador Dionísio Damasceno reivindica que a delegacia seja equipada com o que chamou de “armas mais pesadas”. “Há diligências que são feitas em bairros dominados por traficantes. Eles não vão querer saber que é uma viatura da Delegacia do Idoso, vão nos atacar como fazem com qualquer outra unidade policial”, ilustrou. A especializada conta com apenas um veículo padronizado e dois carros sem padronização.

O delegado-geral da Polícia Civil, Joselito Bispo, disse que a Deati é equipada com “as mesmas armas usadas em todas as outras delegacias da Polícia Civil”. “Não há necessidade de armas pesadas na Delegacia do Idoso, não temos registros de confrontos envolvendo equipes dela. Hoje também temos defasagem no efetivo. Estamos com cinco delegacias planejadas, mas não adianta instalá-las se não há efetivo para elas”, respondeu Bispo.

Dicas para o idoso

Denuncie
Na primeira ameaça de agressão, denuncie. Tal atitude poderá evitar uma violência mais grave. Proteja-se junto aos órgãos responsáveis.

Familiares
Não tenha vergonha, medo, não se sinta culpado nem constrangido em denunciar, mesmo que a violência tenha sido cometida por familiares.

Bancos
Evite ir ao banco sozinho. Não aceite auxílio de estranhos e, se precisar de orientação, busque-a junto a um funcionário do banco.

No caixa
Não guarde o número da senha com o cartão. No caixa eletrônico, coloque seu corpo bem próximo ao teclado quando for digitar a senha.

Precaução
Evite ostentar joias e ornamentos em via pública e evite sair com muito dinheiro. Idosos do sexo masculino são mais vítimas justamente nas ruas.

Empréstimos
Não faça empréstimos em instituições financeiras de fora do Estado ou com pessoas que o abordem na rua ou em casa. Vá ao banco, sem intermediários.

Dados pessoais
Nunca forneça seus dados pessoais pel o telefone e evite que outras pessoas façam o empréstimo por você. Leia contratos com muita atenção.

Peça ajuda
Deati - (71) 3117-6080
Ministério Público Estadual - (71) 3103-6408/09
Defensoria Pública Especializada do Idoso - (71) 3117- 6971

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 300 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal