Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/06/2009 - Jornal Cruzeiro do Sul Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsos sequestros voltam a preocupar


Bandidos, possivelmente de dentro de presídios, voltaram a aplicar o golpe do falso sequestro em Sorocaba. Houve dois casos ontem e mais dois na semana passada. Na maioria deles as vítimas não tiveram prejuízo. Os criminosos ligam e dizem que alguém da família foi sequestrado, geralmente um filho que saiu para trabalhar ou estudar. Mas na verdade, a pessoa em questão está bem. Os bandidos exigem depósito em conta ou crédito de celulares. De acordo com o delegado Wilson Negrão, do Grupo Anti-Sequestro (GAS) de Sorocaba, a onda de falsos sequestros é sazonal.

O ápice do tipo de crime em Sorocaba aconteceu em 2007, quando um vendedor de 62 anos morreu de enfarte no Jardim Guaíba ao saber que a filha poderia ter sido sequestrada. O GAS identificou e indiciou grupos de presos em penitenciárias do Rio de Janeiro, por três vezes, em 2004, 2006 e 2007. Segundo o delegado, a ação dos bandidos diminui a partir da atuação da polícia e o esclarecimento da população sobre o golpe.

Uma empresária de 47 anos teve prejuízo de R$ 400. Ela atendeu telefonema a cobrar, ontem de manhã, e um homem disse que estava com sua filha. Queria R$ 5 mil. A empresária sacou R$ 600 num caixa eletrônico da avenida Ipanema, mas não chegou a depositar. Comprou R$ 400 em cartões de crédito para celular numa farmácia. O funcionário desconfiou do nervosismo da mulher e chamou a Polícia Militar.

Outra vítima ontem foi um aposentado de 68 anos. O homem falou a mesma coisa e exigiu o mesmo valor. Também bastante nervoso, ele saiu para ir ao banco. O gerente advertiu o aposentado que poderia ser golpe e verificaram que o filho estava bem. O criminoso ligou às 4h30 e mandou não desligar o telefone, até o horário de abrir o banco.

Para evitar o golpe do falso sequestro, os cuidados básicos são: não informar dados pessoais a estranhos; alertar idosos e empregados sobre isso; não atender ligações a cobrar de origem desconhecida; em caso de dúvida confirmar onde está o suposto sequestrado e procurar a polícia para obter ajuda.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 264 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal