Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

05/06/2009 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia procura quadrilha suspeita de falsificar ingressos de futebol em SP

Torcedor comprou ingresso falso antes de o Palmeiras receber lote oficial. Entradas clonadas não garantiram entrada no estádio.

A polícia de São Paulo procura uma quadrilha de falsificadores suspeita de clonar ingressos para um jogo do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. As entradas foram compradas antes mesmo de o clube receber oficialmente os ingressos para a partida.

O diretor-financeiro do Palmeiras, Fábio Raiola, acionou o delegado de combate a fraudes em São Paulo após a suspeita de falsificação. Os ingressos eram idênticos aos oficiais, como se fossem clones, e como se dois torcedores pudessem ocupar o mesmo assento.

Os ingressos foram comprados de um cambista em uma esquina, bem em frente à bilheteria do Palmeiras. Com os 22 mil ingressos oficiais na mão, que chegaram para o clube na quinta-feira (28), o Palmeiras teve certeza da fraude. Os ingressos suspeitos são duplicados. No lote oficial, entregue pelo fornecedor, também existe a mesma entrada. Até os números de série são idênticos.

O Palmeiras chamou representantes do distribuidor e do fabricante para verificar se o ingresso falso garantiria o acesso ao estádio. O ingresso oficial liberou a catraca. Já o clonado não passou.

A diferença é que a tarja do cartão falso não tem o segredo que libera a catraca. "Fora isso, não tem diferença nenhuma. O que temos agora que investigar é quem fabricou esse ingresso, que tem muita perfeição. Esse ingresso saiu do mesmo lugar que é feito os ingressos que são mandados para a partida, ou alguém tem uma máquina que faça igual", disse o delegado Antônio de Olim.

Robson Oliveira, o dono da empresa que fornece os ingressos, disse que terceiriza a fabricação e ficou chocado com o golpe. "No momento em que olhei, me assustei. É como se fosse o original”, confirmou o empresário Robson Oliveira.

Rogério Vilela, o gerente da fábrica que faz os ingressos, garantiu que a falsificação foi feita em outro lugar: “Há várias empresas que fazem cartões magnéticos. Não posso afirmar que empresa foi. Posso assegurar que na minha não foi”, afirmou.

Diante da possibilidade de um derrame de ingressos falsos, a diretoria do Palmeiras vai apertar a fiscalização nas catracas. Muito torcedor corre risco de ficar do lado de fora do estádio. “Seremos duros, rígidos nesse aspecto, porque entendemos que existe um crime que está em andamento. Enquanto ele não for resolvido, não vamos deixar isso barato”.

O torcedor que comprou ingresso disse que viu na mão do cambista pelo menos 50 entradas. A única garantia para o torcedor é comprar na bilheteria.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 269 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal