Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

02/06/2009 - Público.pt - Última Hora Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PJ capturou 19 burlões que se apoderaram de dois milhões de euros

Por: José Bento Amaro

Serão responsáveis por 51 crimes.

Em apenas três anos, terão cometido 51 crimes de fraude e apoderaram-se de cerca de dois milhões de euros. O grupo, constituído por 19 pessoas, foi identificado e detido esta semana pela Polícia Judiciária (PJ), depois de ter arquitectado uma actividade criminosa que passava pela criação de firmas fictícias, aluguer de espaços e bens que não pagavam na totalidade e posterior venda do que não lhes pertencia.

De acordo com um comunicado da Directoria do Norte da PJ, os elementos do grupo, que usavam como “testas de ferro” desempregados e até indigentes, apresentava-se como se fossem representantes de empresas que, na verdade, não existiam. Depois, alugavam armazéns e entravam em contacto com empresas do ramo alimentar.

Os primeiros negócios com estas empresas até se concretizavam sem qualquer irregularidade, uma vez que o grupo comprava pequenas quantidades que se aprestava a pagar. Com este procedimento, e tendo ganho a confiança dos vendedores, os burlões acabaram por se abalançar para negócios mais volumosos que, em consequência, tinham datas de pagamento mais alargadas (sempre a mais de um mês).

Diz ainda a PJ que o grupo, quando se abalançava para os negócios de maiores dimensões, apresentava cheques pré-datados. Entretanto, abandonava os armazéns, deixando alugueres por pagar, retirava os produtos alimentares, que vendia a baixos preços, e deixava as pessoas com quem encetara negócios com graves problemas financeiros.

Foi assim que os 16 homens e três mulheres identificados neste processo andaram a saltar de localidade para localidade em todo o país, mas com especial incidência na região Norte. Para já estão identificados lesados em zonas como Avis, lagos, Esposende, Braga, Porto, Gaia, Cinfães, Matosinhos, Guimarães, Gondomar, Barcelos, Famalicão, Fafe, Maia e Santo Tirso, mas muitos mais poderão ainda vir a surgir, pois que a PJ ainda não deu por encerradas as averiguações.

Aos detidos, com idades compreendidas entre os 32 e os 51 anos, foram apreendidos seis automóveis, nove computadores, dezenas de telemóveis e variada documentação que poderá servir de prova para os crimes cometidos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 228 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal