Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/05/2009 - Expresso Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Problemas com a Internet e cartões bancários internacionais

Por: Daniel Ribeiro

Ao contrário do que se pensa, as novas tecnologias têm falhas importantes no Japão, onde existem regiões importantes sem acesso à Internet e onde os cartões bancários internacionais funcionam mal.

Sorridente e prestável, como habitualmente são os japoneses quando alguém lhes pede uma informação, a recepcionista do Katsuura-Gyoen, hotel de luxo da cidade de Kii-Katsuura com fantástica vista para uma pequena baía do Oceano Pacífico, informa: "Internet não há, tem de apanhar um comboio, um autocarro ou um táxi e ir a uma outra cidade, a pouco mais de meia hora de distância daqui".

Comprovei a seguir que, de facto, não há ligação à Internet nem por cabo nem por wi-fi na região - nem também na vizinha península de Taiji, importante zona turística e de pesca, onde a especialidade culinária local é baleia cozinhada de múltiplas maneiras.

Kii-Katsuura não é uma cidade perdida no mapa do território japonês. É uma reputada estância termal, onde abundam os hotéis equiparáveis aos de cinco estrelas em Portugal. Fica a 10 minutos de autocarro de Nachi, de onde se acede, a pé, a Kumano, património mundial da humanidade devido aos ancestrais templos budistas e xintoístas bem como aos seus sinuosos caminhos de peregrinação através de imponentes montanhas com vista para deslumbrantes cataratas.

Em Kii-Katsuura pode-se igualmente passear num pequeno cruzeiro junto à costa para descobrir ilhéus com grutas naturais e arvoredos verdejantes de rara beleza, talvez comparável à das costas de Sorrento e de Capri, em Itália.

Mas os problemas com as tecnologias não existem apenas nesta região do centro-oeste de Honshu, a principal ilha do arquipélago nipónico.

Na impressionante e movimentadíssima cidade de Quioto, onde existem 1700 templos budistas e xintoístas e que é igualmente património mundial da humanidade, também há algumas que não funcionam - designadamente os terminais ATM, onde ontem, sexta-feira, não consegui levantar dinheiro com cartões bancários franceses e portugueses, apesar de tentativas sucessivas numa dúzia de bancos.

Informação em português

Apenas consegui levantar dinheiro, à noite, onde menos esperava (contra uma taxa de 210 ienes - 1,60 euros): no interior de um dos muitos mini-supermercados que estão abertos toda a noite nas cidades japonesas.

No entanto, apesar dos problemas, um português sente o seu ego reconfortado porque muitas máquinas "multibanco", mesmo as que não aceitam os cartões internacionais, dão instruções em português, o que, em termos de línguas ocidentais, apenas acontece também com o inglês.

Dizem-me que tal se deve ao elevado número de emigrantes brasileiros que desde há uns anos se instalaram no Japão. Na cidade de Nagoya, por exemplo, até há informações em português nas estações de metro e de caminho de ferro.

Mas, nesta região de Nagoya, onde existe um grande aeroporto internacional construído numa ilha artificial, também há problemas com a Internet. Em casa da família Kamiya, numa aldeia do concelho de Handa, onde dormi alguns dias, as ligações ainda são muito difíceis por serem efectuadas "à antiga", via linha telefónica.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 271 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal