Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/05/2009 - Jornal A Voz da Cidade Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suspeitos de estelionato são presos

Polícia Federal detém dois homens e uma mulher que tentavam aplicar golpe no INSS

A Delegacia da Polícia Federal em Volta Redonda prendeu na tarde da última terça-feira três pessoas suspeitas de estelionato. Dineval do Amaral, Maurílio Pereira e Adriana Gonçalves Mateus estavam com documentos falsos na agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Resende, tentando obter, por meio de fraude, benefícios do órgão.
Segundo o delegado da Polícia Federal Breno Adami Zandonadi, um agente do INSS desconfiou do golpe e avisou à polícia. “Logo que recebemos a denúncia, uma equipe de policiais federais foi até o local averiguar os fatos. Na agência, conseguimos prender os três em flagrante. Com os suspeitos apreendemos um documento falso em nome de Adriana. Ele seria usado na obtenção de beneficio”, explica o delegado.
Os três foram levados para a Delegacia da Polícia Federal em Volta Redonda, para serem interrogados, porém os suspeitos não deram maiores informações. Foi apurado até o momento que Dineval e Maurílio teriam sido os responsáveis pela obtenção dos documentos falsos, em nome de Adriana, cuja verdadeira identidade está sendo investigada. Eles também faziam todo o acompanhamento da mulher durante o procedimento de requerimento do benefício.
De acordo com o delegado Breno Zandonadi, a Polícia Federal agora vai iniciar uma investigação para identificar outros possíveis envolvidos na fraude. “Sabemos que eles não aplicaram outros golpes e também não possuem anotações criminais. Agora iniciaremos uma investigação para saber se existem outros envolvidos, ou seja, tentar identificar se há uma quadrilha na região especializada nesse tipo de crime”, salienta.
Na delegacia, os suspeitos foram autuados no crime de tentativa de estelionato contra a Previdência Social, tipificado no artigo 171, §
3º, do Código Penal, cuja pena pode variar de oito meses a três anos e
quatro meses de reclusão, tendo em vista que não consumaram o crime. Em seguida, os três foram encaminhados para presídios na cidade do Rio de Janeiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 443 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal