Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/05/2009 - W News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude na internet: MPF/AM denuncia cinco envolvidos em esquema bancário


São Paulo, 22 de maio de 2009 – O Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) denunciou cinco pessoas envolvidas em um esquema de fraude em conta corrente, praticada por meio de transações via internet. Os denunciados moram no Paraná e foram beneficiados com movimentações saídas da conta corrente de uma cliente da Caixa Econômica Federal (CEF), em Manaus.

Na denúncia, o MPF/AM pede a condenação dos envolvidos pelo crime de furto qualificado, furto praticado mediante fraude e concurso de duas ou mais pessoas. A pena prevista para o crime é de reclusão, de dois a oito anos, e multa.

Como funcionava o esquema

Uma cliente da CEF foi comunicada pelo próprio banco das operações financeiras realizadas em sua conta corrente, em janeiro deste ano. De acordo com ela, o último acesso feito em sua conta, via internet banking, antes das movimentações investigadas, havia sido em 4 de janeiro de 2009, quando realizou uma transferência.

Na mesma data, foram realizadas 13 movimentações fraudulentas: um DOC eletrônico, posteriormente devolvido pelo banco Bradesco, pagamento de nove bloquetos em valores que somam mais de R$ 3 mil e três transferências no valor de R$ 1 mil cada, para pessoas diferentes, todas do Paraná. No dia seguinte, foram efetuadas outras duas transferências de R$ 990 cada e uma de R$ 1 mil.

Após a contestação feita pela cliente dos valores movimentados, a Gerência Geral da Caixa autorizou a recomposição da conta da cliente, com o crédito de mais de R$ 8 mil.

De acordo com a CEF, todas as transações foram feitas por meio do internet banking. Os saques foram realizados com o uso de cartão e senha pessoal dos titulares das contas credoras em terminais de Bancos 24 horas, casas lotéricas e salas de conveniência no interior das agências, na cidade de Curitiba (PR).

As investigações mostram que os titulares das contas que receberam os valores sabiam das transações e haviam negociado a utilização das contas correntes em troca do recebimento de, em média, R$ 100. O acordo previa o empréstimo do cartão e da senha pessoal para transações. Os titulares afirmaram que não receberam os cartões de volta.

Outros envolvidos

O MPF/AM requisitou a instauração de um novo inquérito policial para investigar a participação de outras pessoas no esquema, citadas pelos denunciados durante os depoimentos à polícia. Pelo menos seis outros suspeitos ainda serão investigados, além de outras pessoas que podem ter sido beneficiadas com os pagamentos dos bloquetos feitos com o dinheiro retirado da conta corrente da cliente da CEF.

A Polícia Federal (PF) deverá apurar também os procedimentos utilizados pelo grupo para obter os dados referentes à conta corrente da cliente da CEF em Manaus (crackers). A ação judicial corre sob segredo de justiça, no que se refere ao sigilo bancário.

*Com informações do Ministério Público Federal no Amazonas

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 282 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal