Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/05/2009 - Jornal Umuarama Ilustrado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Três supostos golpistas presos em Maringá

Três pessoas foram presas ontem, em Maringá, sob acusação de liderarem uma quadrilha que aplicava golpes em bancos.

Três pessoas foram presas e 16 veículos de luxo apreendidos na madrugada de segunda-feira (11) em uma operação do Núcleo de Repressão ao Crime Econômico (Nurce) de Maringá. Os homens são acusados encabeçar uma quadrilha, formada por mais de 40 pessoas, acusada de roubar cerca de R$ 30 milhões de instituições financeiras localizados em várias cidades do Paraná, como Londrina, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu.
A operação cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão nas cidades de Apucarana, Cambé, Arapongas (todas no Norte do Paraná) e Astorga (Noroeste do estado). Segundo o investigador Sérgio Eduardo Lopes, a Nurce de Maringá está investigando a quadrilha desde o fim de 2007.
Mauro Moreira Navarro, de Cambé, e Odalísio Manduca e Antônio Carlos Calisote, ambos de Arapongas, foram presos na madrugada de segunda-feira. Os policiais ainda procuram por Emerson Vieira, também de Arapongas, que está foragido. “Uma diligência do Mato Grosso já está à procura dele”, conta o policial Lopes.
O golpe
Segundo a Nurce, a quadrilha constituía uma empresa, em nome de laranjas, geralmente ligada ao ramo de confecções ou transportes, e procurava bancos para abrir crédito financeiro de compra de veículos, construção e troca de cheques (antecipação de recebíveis). “Em alguns casos eles alugavam um escritório para servir de fachada”, conta o investigador Lopes. Após um tempo, o bando pegava cheques de “laranjas”, com valores de aproximadamente R$ 500 mil cada, sacava o dinheiro no banco e desaparecia.
Segundo o delegado da Nurce de Maringá, Fernando Hernandes Martins, as investigações iniciaram após uma denúncia que chegou da Secretaria Estadual de Segurança Pública. “Foi uma operação complicada, pois os mentores sempre utilizavam nomes falsos”, explica.
Os policiais conseguiram chegar aos organizadores da quadrilha através de interceptações telefônicas, rastreamento de contas bancárias, veículos e movimentações financeiras. O delegado conta que os integrantes presos viviam como milionários. "Todos os carros que foram apreendidos e que estamos procurando eram de propriedade deles", informou Martins.

Outros suspeitos
Segundo o delegado, o juiz Cláudio dos Santos, da 1ª Vara Criminal de Maringá, não expediu mandado de prisão aos outros 35 suspeitos por falta de provas. “Muitas dessas pessoas podem não saber que seus documentos ou cheques foram utilizados para esses fins. Elas podem ter sido assaltadas. Agora vamos investigar qual a real participação de cada um no esquema”, afirma. De acordo com o policial Lopes, os veículos apreendidos são, em sua maioria, carros de luxo, caminhonetes de alto valor, carretas e até motos importadas. “Ainda estamos procurando outros 40 veículos, todos do mesmo padrão. São automóveis e caminhões comprados com o dinheiro dos golpes. Eles devem ser restituídos às instituições financeiras ou leiloados futuramente”, explica o policial.
Os três homens que foram presos estão sendo ouvidos na Nurce de Maringá e ficarão detidos na carceragem da 9ª. Subdivisão de Polícia Civil de Maringá. Eles devem responder por estelionato e formação de quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 463 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal