Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/05/2009 - Portal Amazônia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha aplica golpe financeiro mundial com utilização da internet


MACAPÁ - Uma quadrilha que seria composta por Paulo Fernando Chedid Lisboa, José Alírio Lenzi, Robin Slaughter, Francis Hugh Scola e Nick Demare estaria operando no Amapá em especulação no mercado internacional, fraude de informações nas bolsas de valores e perante investidores no mercado de minérios, com utilização da internet.

A ação da quadrilha já é do conhecimento da Justiça Federal, Ministério Público Federal e Polícia Federal que receberam denúncia formal do empresário do ramo de mineração Jorge Augusto Carvalho de Oliveira, da Tocantins, por meio de representações criminais.

O testa-de-ferro no Amapá é Paulo Fernando Chedid Lisboa, amigo de infância de José Alírio Lenzi, a quem caberia a ligação direta sobre os desdobramentos das fraudes com os estrangeiros integrantes da quadrilha.

Internet

Para a aplicação do golpe financeiro mundial, tendo o Amapá como estrutura logística, a quadrilha se vale da utilização ilícita do site da Ecometals – empresa pertencente a Paulo Lisboa.

No site, Lisboa divulga como se tudo fosse atual e de sua propriedade, a localização das antigas minas de minério de Serra do Navio, que pertenceram à Icomi, e perfis geológicos de avaliação de jazida mineral, como no caso da mina F-12 que contém óxido de manganês e carbonato de managanês.

Investidores

A quadrilha também utiliza, na internet, para enganar investidores, fontes da empresa MMX, divulgando fotografias do processo de beneficiamento da empresa, como se fosse trabalho realizado pela Ecometals no Amapá, para que os investidores imaginem que a estrutura é propriedade dessa organização.

- Isso é para causar impacto aos que querem buscar investimentos no Estado do Amapá. Quer dizer, uma imensa fraude financeira, diz o empresário Jorge Augusto numa das representações criminais.

O bando também utiliza no sítio da internet, os trabalhos de geologia e de engenharia de minas feitos pelos engenheiros e geólogos da ex-Icomi durante mais de 50 anos passados, como se tivesse sido rea-lizado pela Ecometals e a ela pertencessem.

- Até a estrutura do Porto de Santana, que é patrimônio da União Federal, é ilicitamente usada nas fotos, para engabelar a opinião pública, principalmente para levar investidores do mercado financeiro ao erro, diz a denúncia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1822 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: claudio sigilo - 04/06/2009 18:31

investiguem Paulo chedid lisboa no Rio Grande do Sul, precisamente em São Sepé-RS, na mineração que era geologo, e na prefeitura municipal em que foi colocado como secretario da industria e comercio....vão achar algo com certeza.



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal