Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/05/2009 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

DDF prende envolvido em golpes no Nordeste

Por: Nathália Lobo

Golpista fraudava documentos e obtinha cartões de crédito que eram vendidos no Ceará, Piauí e Maranhão.

Cinco nomes, cinco carteiras de identidade diferentes, várias contas bancárias e dezenas de cartões obtidos com identidades falsas. Assim estava vivendo o estelionatário Eduardo Luz Araújo Filho, 39, preso depois de uma denúncia que chegou à Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF). Ele é suspeito de comandar uma quadrilha de estelionatários com atuação interestadual no Nordeste brasileiro.

“A denúncia veio do delegado regional de Piripiri, no Piauí. Em março a Polícia local teve conhecimento de que uma folha de cheque da prefeitura de Domingos Mourão havia sido falsificada e depositada, com o valor de R$ 2.878,38, em uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) no Ceará”, explicou o delegado Jaime Paula Pessoa, titular da DDF.

Depois de algumas investigações, a DDF chegou ao nome de Eduardo Luz Araújo Neto e, em seguida, ao de Eduardo Luz Araújo Netto. ´O detalhe da letra ´t´ era o que fazia a diferença. Depois de ter sido preso, no passado, com seu nome verdadeiro, Eduardo falsificou todos os documentos trocando o seu último sobrenome para Neto. E acrescentou um ´t´ na palavra para praticar os golpes´, disse Jaime. A investigação, então, foi aprofundada pela Polícia do Ceará em conjunto com as autoridades piauienses.

A assinatura de Eduardo - bastante semelhante em seus documentos verdadeiros e nos documentos falsificados - foi o que deu à Polícia a certeza de que estava diante do autor do golpe. Ele foi preso. Em seu poder foram apreendidas várias certidões de nascimento falsificadas, carteiras de identidade também falsas, comprovante de endereço e de renda fraudados. O mesmo selo de autenticação de um cartório era utilizado em todos os documentos falsificados. “Ele agiu com muita sutileza e conseguiu abrir um grande leque de possibilidades para aplicar os golpes”, descreveu o delegado.

Estados

A Polícia investiga a possibilidade de Eduardo ter agido em vários Estados do Nordeste. Há documentos falsificados também em cidades do Maranhão. Segundo o titular da DDF, o estelionatário vendia os cartões de crédito e débito obtidos por meio de fraude pela quantia de R$ 500,00. Além disso, exigia 10 por cento do valor depositado ou sacado com o cartão obtido fraudulento. Documentos falsos em nome de Deusmerir Ferreira Soares e Antônio Nascimento Ferreira também foram apreendidos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 322 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal