Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/05/2009 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatários aplicam golpes novos

Por: Lígia Ligabue

Em uma das modalidades registradas em Bauru, eles fraudam cheque; em outra, se passam por funcionário de banco.

De tempos em tempos, os golpistas inventam novos enredos para ludibriar suas vítimas e conseguir dinheiro fácil. As duas novas artimanhas empregadas por estelionatários em Bauru registradas pela polícia nos últimos dias mostram a crueldade e a destreza dos criminosos. Na primeira, fazem um verdadeiro teatro para fraudar cheques e, na outra, furtam o dinheiro de aposentados. Uma das vítimas tem 81 anos.

No dia 20, uma aposentada, moradora da Vila Universitária - que por questões de segurança pediu para não ter o nome divulgado - efetuou uma compra em uma farmácia. Como o estabelecimento estava impossibilitado de receber o pagamento por cartão, quitou a dívida com um cheque preenchido no valor de R$ 57,00.

A surpresa desagradável veio na semana seguinte, quando consultou o extrato de sua conta corrente. “Vi que havia um débito de R$ 5.070,00. Ao verificar o número do cheque, descobri que era o que entreguei na farmácia”, conta a vítima. Surpresa, ela foi até o estabelecimento questionar o que tinha acontecido.

No local, ficou sabendo que horas depois de ter saído um homem descrito como sendo moreno, magro e bem vestido, chegou na farmácia afirmando que tinha sido mandado pela própria vítima. Ele contou à atendente que a aposentada tinha sido roubada e por isso tinha sustado todos os cheques. Então, o golpista alegou que estava “ajudando” a vítima e pediu o cheque de volta, entregando à pessoa o dinheiro correspondente.

“Eu questionei como ela entregou o cheque sem perguntar nada. Então, ela me disse que o homem falou o meu nome, o valor (do cheque), por isso não desconfiou”, conta a vítima. Ela foi à agência bancária e recuperou o cheque, que estava visivelmente rasurado. Agora, aguarda o ressarcimento do prejuízo. “Hoje (ontem) fiquei sabendo de um caso semelhante e quando registrei a ocorrência me contaram que também já tinha acontecido com outra pessoa”, conta.

O delegado Marcelo Haddad, titular do 3.º Distrito Policial, confirma que, recentemente, o golpe foi praticado em Bauru em pelo menos três ocasiões. “É um golpe já conhecido, mas que fazia tempo que não era aplicado na cidade”, lembra. Haddad afirma que a Polícia Civil já está investigando os crimes. “Estamos levantando as características físicas do autor para um possível reconhecimento. Também estamos averiguando se os estabelecimentos possuem sistema interno de monitoramento por câmera para identificar o autor”, afirma o delegado.

Para Haddad, os clientes podem se prevenir deste tipo de golpe evitando conversar com estranhos em filas. “O estelionatário tenta tirar vantagem das informações, então evite falar com desconhecidos e, se perceber algo fora do normal, avise o representante do estabelecimento”, aconselha. Para a vítima, os lojistas também precisam atuar contra este tipo de estelionato. “Os comerciantes precisam ficar atentos e não trocar o cheque para qualquer um”, diz.

Dois idosos tiveram seus pagamentos furtados

Além do golpe do cheque fraudado, outro conto fez duas vítimas em Bauru. Na manhã de ontem, dois idosos tiveram suas aposentadorias furtadas no Centro. Os dois casos foram registrados no Plantão Policial.

O primeiro golpe aconteceu às 10h35. A vítima, um aposentado de 73 anos, sacou R$ 575,00 de sua conta bancária. Ele já tinha deixado a agência quando foi abordado por um homem vestindo camisa branca com listras azuis e calça preta, na quadra 7 do Calçadão da Batista de Carvalho.

Ele disse ao aposentado que era funcionário do banco e que tinha acontecido um problema com o saque do idoso. Por isso, pediu o valor para regularizar a situação. A vítima entregou o dinheiro e ficou aguardando. Quando percebeu que havia algo errado, o aposentado procurou o banco que afirmou que não havia nenhum funcionário com aquelas características.

Cinco minutos depois, na quadra 4 da rua Ezequiel Ramos, uma aposentada de 81 anos tinha acabado de deixar uma agência bancária após ter sacado R$ 420,00 quando foi parada por um homem. Com uma história semelhante à do primeiro caso, o golpista pegou o dinheiro da vítima, afirmando que iria “regularizar a transação” bancária.

A idosa também não viu mais o suposto funcionário do banco. Ao procurar a agência, foi informada que o homem não trabalhava no banco. Os dois casos foram registrados pelo delegado plantonista Carlos Creppe Júnior como furto qualificado.

O delegado Marcelo Haddad, titular do 3.º Distrito Policial, que deverá investigar os casos, aconselha aposentados e idosos a ficarem atentos quando vão a agências bancárias, principalmente nos primeiros dias do mês, quando é comum o pagamento de aposentadorias e salários. “Se notar algo fora do comum, avise a agência. E, se possível, ir acompanhado ao banco, melhor”, diz.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 627 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal