Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/04/2009 - Geek Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia inglesa quer ciberpoliciais voluntários

Por: Rodrigo Martin de Macedo

Civis especialistas em informática e segurança podem se candidatar para ajudar polícia.

Seguindo um modelo de polícia comunitária introduzido em 2002, a polícia da Inglaterra está convidando seus cidadãos a participarem de uma nova divisão anti-cibercrime, a Police Central e-crime Unit (PCeU).

A idéia da novidade, noticiou o site IT Pro, é trazer os profissionais de TI das empresas como voluntários para ajudar na segurança de ambientes virtuais.

Charlie McMurdie, superintendente da PCeU, explicou que alguns especialistas já se candidataram ao serviço. Segundo McMurdie, alguns são remunerados por suas companhias enquanto outros agem (patrocinados ou não) de forma autônoma.

Aos voluntários será outorgado poder de polícia como qualquer outro membro da corporação, mas não sem antes passar por um período de treinamento. Como contrapartida, os voluntários ajudarão a treinar policiais e também participarão de investigações, de acordo com o site ComputerWorld.

A PCeU faz parte da Polícia Metropolitana da Inglaterra. O novo departamento, que tem apenas seis meses de idade, conta com um orçamento de apenas 6,5 milhões de libras (cerca de R$ 19 milhões, pouco até para os padrões brasileiros), portanto a parceria com empresas e voluntários parece ser a saída natural. “O cibercrime está crescendo, mas meus recursos não. A única maneira com que posso fazê-los crescer é estreitando laços com a iniciativa privada”, explicou McMurdie.

A nova unidade de investigação ainda está sendo montada e não há prazos definidos para sua entrada em operação. Espera-se que a PCeU haja em conjunto com outras agências da polícia britânica, como a Associação Britânica de Policiais (Association of Chief Police Officers – Acpo), que ministra treinamentos para o combate ao cibercrime, e o Centro Nacional de Informações Criminais (National Fraud Reporting Centre – NFRC), que entrará em operação em junho e concentrará todas as informações criminais e de fraudes do país.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 246 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal