Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

29/04/2009 - Jornal A Tribuna News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF e Receita desmontam esquema que fraudava declarações do IR


Operação conjunta da Polícia Federal e da Receita desmontou um esquema de fraudes em declarações do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física) de 2009. Agentes cumpriram mandados de busca e apreensão em um escritório de Brasília, mas nenhuma pessoa foi presa.

A PF vai investigar as pessoas envolvidas no esquema. A Receita informou que servidores públicos estão entre os suspeitos.

Segundo a Receita, os responsáveis pela fraude prometiam ampliar o valor das restituições ou diminuir o valor do imposto a pagar. O grupo, que oferecia serviço de assessoria tributária, cobrava R$ 150 por atendimento e mais 20% após o pagamento da restituição dos contribuintes.

A Receita Federal buscará a identidade dos contribuintes que participaram do esquema. Eles terão de comprovar à Receita os dados informados na declaração e, em caso de divergência, poderão pagar multa de até 225% do imposto omitido.

Os beneficiários também estão sujeitos às sanções penais. Segundo a Receita, fraudes semelhantes em todo o país provocaram perdas de R$ 34 milhões para os cofres públicos nos últimos cinco anos.

Entrega da declaração
A Receita Federal registrou até as 17h desta quarta-feira o recebimento de 21,4 milhões de declarações. O número representa 85,6% dos 25 milhões de documentos esperados neste ano.

O prazo de entrega vai até a meia-noite (horário de Brasília) de quinta-feira para quem usar a internet -segundo a Receita, não haverá extensão da data. Nos outros casos, o contribuinte terá que observar o horário de atendimento das agências bancárias ou dos Correios. Quem não enviar os dados dentro do prazo terá de pagar multa mínima de R$ 165,74.

São obrigadas a declarar as pessoas físicas que receberam, no ano passado, acima de R$ 16.473,72 em rendimentos tributáveis (que pagam impostos). Quem teve rendimentos não-tributáveis ou isentos de impostos acima de R$ 40 mil no ano passado também terá de acertar as contas com a Receita.

O envio da declaração é obrigatório ainda para sócios de empresas, pessoas físicas com patrimônio superior a R$ 80 mil (pelo valor de compra) em 31 de dezembro e para quem exerceu atividade rural e recebeu acima de R$ 82,5 mil em 2008.

Os programas para o preenchimento e a transmissão dos dados estão disponíveis na página da Receita na internet. O contribuinte também pode entregar a declaração em disquete nas agências do Banco do Brasil e em formulário de papel nas agências dos Correios.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 209 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal