Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

29/04/2009 - O Tempo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vídeo na web sugere fraude na Polícia Civil

Segundo material divulgado no YouTube, policiais embolsariam diárias mesmo sem trabalhar.

Um vídeo postado na Internet sugere que a Polícia Civil de Minas Gerais estaria liberando o pagamento de viagens a delegados sem que elas ocorressem. O conteúdo - sem autoria e com duração de quase cinco minutos - traz um áudio creditado à chefia do Grupo de Resposta Especial (GRE), durante uma suposta conversa, por telefone, com uma secretária do chefe-adjunto da corporação.

O material disponibilizado no YouTube foi denominado "GRE a farsa". Nos minutos iniciais do diálogo, o som é pouco nítido. Em dado momento, o tom da conversa parece se tornar hostil. O homem esbraveja ao telefone, dizendo que o controle das diárias na Polícia Civil é malfeito. "Olha como você fala comigo, hein, menina. Porque eu vi você pagar diária para delegado sem ele viajar."

O GRE é a tropa de elite da corporação. A gravação sugere ainda que o homem ao telefone também pedia uma viagem. Legendas que contextualizam o caso permeiam todo o conteúdo do vídeo. Em uma delas, o chefe do GRE é acusado de "nunca assinar documentos e que ainda constrangeria seus subordinados a assinarem para não ter problema". O diálogo termina com xingamentos contra a suposta secretária.

Até ontem, o vídeo havia registrado 848 acessos. A corporação confirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, ter ciência da postagem. No entanto, não há nenhuma investigação sobre essa possível liberação, sem critérios, de dinheiro para viagens. A polícia informou, apenas, que a concessão de diárias é "bastante criteriosa e não há entrega antecipada de recursos".

A corporação não deixou claro se a voz que aparece no áudio é do coordenador do GRE. Mas ressaltou que instaurou inquérito, anteontem, para identificar quem teria gravado a conversa e a colocado na web.

Tanto a Corregedoria da Polícia Civil quanto a Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos e Fraudes Eletrônicas (Dercife) foram acionadas para apurar a divulgação.

Comentários

Um dos comentários publicados no YouTube diz que a "armação" para gravar o áudio seria de um ex-integrante do GRE, que falsificava a assinatura do chefe do grupo para se beneficiar com o esquema. Além da falsificação, essa mesma pessoa, que foi exonerada, teria furtado armas e munições do grupo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 488 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal