Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/11/2006 - Diário da Notícia / O Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

BANCOS - Cuidado com golpe nas filas


Os segurados que vão aos postos de atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) devem ficar atentos: está aumentando o número de denúncias contra atravessadores que têm aplicado golpes na porta das agências da Previdência.

Normalmente, esses criminosos se oferecem,por um custo baixo, para agilizar a liberação do benefício da pessoa. No geral, quem aceita esse tipo de ajuda acaba prejudicado financeiramente, e ainda corre o risco de ser incriminado por fraude à Previdência Social.

Muitos segurados aceitam esse tipo de serviço paralelo, pois o INSS costuma demorar para liberar a concessão dos benefícios. Há casos em que o dinheiro só é depositado na conta da pessoa após 45 dias da solicitação. Porém, às vezes espera-se por meses até que o recurso seja liberado. O atravessador seria uma forma de burlar a burocracia.

Contudo, buscar esse tipo de serviço envolve muito risco, e os segurados acabam sendo vítimas da ação de estelionatários. Nas filas, os atravessadores se apresentam como advogados ou mesmo como contadores, e se dizem capazes de conseguir a liberação do benefício em prazos recordes de até 48 horas.

'Muitas vezes, eles pedem os documentos, dizendo que servirão para dar entrada no benefício, e somem. Só depois o segurado vai perceber que está com problemas sérios', alerta o presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas (ligado à Força Sindical), João Batista Inocentini.

Além de perder o dinheiro pago ao estelionatário, o pensionista pode entrar, mesmo sem querer, em um esquema de fraude. Com todos os dados da pessoa em mãos - e muitas vezes com cópias autenticadas dos documentos -, os golpistas utilizam as informações para solicitar benefícios irregulares, que acabam sendo pagos pela Previdência.

Nas filas, os segurados devem tomar cuidado, pois os criminosos têm sido criativos para aplicar os golpes (veja abaixo). A principal dica para não cair no conto do vigário é certificar-se da credibilidade do profissional procurado, quando for contratar esse tipo de serviço.

'As pessoas devem ir diretamente ao INSS para resolver questões relativas à Previdência, e só procurar um advogado se houver conflito de leis', recomenda o advogado Wladimir Novais Martinez.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 509 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal