Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

27/04/2009 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Satiagraha: Daniel Dantas é indiciado pela PF

Por: Ricardo Galhardo


SÃO PAULO - O banqueiro Daniel Dantas, do grupo Opportunity, foi indiciado nesta segunda-feira pela Polícia Federal (PF) por cinco crimes: gestão fraudulenta, formação de quadrilha, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e realização de empréstimo vedado, num segundo inquérito da Operação Satiagraha.

Verônica Valente Dantas, irmã do banqueiro, Daniele Ninio, Artur Joaquim de Carvalho, Eduardo Penido Monteiro e Norberto Aguiar Tomas, todos funcionários do Opportunity, também foram indiciados nesta segunda pelos mesmos cinco crimes. Além dos seis, a PF já havia indiciado outras sete pessoas, totalizando 13 indiciamentos até agora. Na terça-feira, depõem na PF Humberto Bras, Itamar Benigno Filho, Carlos Rodemburg e Dorio Feerman, também funcionários do Opportunity. Todos devem ser indiciados pelos mesmos crimes.

Daniel Dantas, que já foi condenado a 10 anos de prisão por corrupção ativa, compareceu no início da manhã à sede da PF em São Paulo, para prestar depoimento. Mas, orientado por seu advogado, manteve-se em silêncio. Após cerca de meia hora, ele deixou o local sem falar com a imprensa.

A estratégia também foi usada pelos outros cinco diretores do banco que prestaram depoimento pela manhã ao delegado Ricardo Saadi, responsável pela Operação Satiagraha.

- Foi uma surpresa total. Num interrogatório designado para que as pessoas sejam ouvidas todas no mesmo dia, a intenção deliberada era de que ninguém fosse ouvido para ser resolvido o inquérito da forma mais breve possível - reclamou Schmidt ao término dos interrogatórios dos cinco diretores do grupo.

Para o advogado, os indiciamentos são mais uma "arbitrariedade" da Operação Satiagraha.

"Foi mais uma arbitrariedade cometida no inquérito da Operação Satiagraha", afirmou. "Orientei meus clientes a ficarem em silêncio até que tenhamos pleno acesso a documentos e autuações realizadas durante a investigação."

Segundo o advogado, Dantas somente falará "no momento oportuno" para se defender das acusações.

- O Brasil inteiro sabe que existem interesses por trás dessa investigação - disse.

Schmidt voltou a afirmar que Daniel Dantas e os demais diretores do banco estão "dispostos a falar". Mas, segundo ele, todos permanecerão em silêncio até que documentos que ainda não estão nos autos sejam incluídos.

- Temos todo o interesse em esclarecer os fatos. O interesse não é silenciar - afirmou.

Segundo o advogado, o Supremo Tribunal Federal (STF) assegurou à defesa de Dantas acesso irrestrito às provas coletadas pela PF. Ele afirmou ainda que, até que elas sejam incorporadas aos autos, a defesa permanecerá em silêncio.

Procurador diz ter elementos para indiciamentos

O procurador da República Rodrigo de Grandis disse nesta segunda ter elementos suficientes para apresentar denúncia contra alguns dos investigados da Operação Satiagraha.

- Existem indícios para a denúncia. O que não posso adiantar agora é se vou denunciar por quais crimes e quais as pessoas - disse.

Após receber o inquérito policial, que está em fase de conclusão pela PF, o Ministério Público Federal (MPF) terá o prazo de 15 dias para oferecer ou não a denúncia contra os investigados. De Grandis disse que o indiciamento de Dantas não causa estranheza.

- O indiciamento não causa estranhamento ao Ministério Público porque, de fato, já havíamos notado os indícios da prática de crime. Mas isso não significa que há uma vinculação do Ministério Público, que não fica atrelado a esse indiciamento. No momento de uma manifestação conclusiva, o MPF pode oferecer uma acusação por outros crimes - explicou o procurador, que lamentou a estratégia usada pela defesa para que Dantas se mantivesse calado no depoimento que prestou na PF.

CPI livra Dantas e Protógenes e só indicia sargento

Após meses de investigação em torno da Operação Satiagraha, o relatório final da CPI do Grampo livrou de indiciamento na semana passada os personagens centrais do caso: Dantas, o delegado Protógenes Queiroz e o ex-diretor geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) Paulo Lacerda. Sob críticas de que foi omisso, o relator Nelson Pellegrino (PT-BA) disse que não quis marcar posição, apenas agiu segundo sua convicção.

O texto será votado nesta semana, e votos separados pedirão esses três indiciamentos. O único colaborador da Satiagraha que teve o nome indicado ao Ministério Público foi o sargento da Aeronáutica Idalberto Martins.

Dantas diz à CPI que foi vítima de grampo ilegal

Há menos de duas semanas, Dantas voltou à CPI - munido do direito de ficar calado - e repetiu sua estratégia de acusações e insinuações contra a Polícia Federal e o delegado Protógenes Queiroz, que o prendeu duas vezes na Operação Satiagraha. Desta vez, elevou o tom e afirmou que a investigação fez grampos ilegais contra o grupo Opportunity, e que tinha a verdadeira intenção de vazar estratégias comerciais e jurídicas para adversários, inclusive durante o processo de formação da supertele (fusão da Brasil Telecom e Oi/Telemar).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 234 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal