Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/04/2009 - Bem Paraná Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Internet vira ponto de venda de remédios falsificados

Drogas contra impotência são 75% dos medicamentos apreendidos no ano passado.

A internet se transformou em um dos principais pontos de venda de remédios falsificados, em especial de drogas para o tratamento de impotência. O último relatório da Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife), braço da Organização das Nações Unidas, alerta que os sites são cada vez mais usados no comércio ilegal de medicamentos. A projeção da entidade é que o setor movimentará US$ 75 bilhões (R$ 172 bilhões) até o final de 2010, com expansão superior a 90% na comparação com 2005.

Essa escalada de consumo é repetida no Brasil, onde o crime pode ser medido pelo aumento das apreensões feitas pelo Ministério da Justiça em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Entre janeiro e março, 120 toneladas de medicamentos ilegais foram recolhidos. Em todo ano passado, os agentes tiraram de circulação 130 toneladas - 75% desse total eram drogas para disfunção erétil. No mesmo período, 5,4 mil sites que vendiam produtos ilegais para o mercado brasileiro, entre eles comprimidos para impotência, foram retirados do ar a pedido da Associação Brasileira de Empresas de Software.

A falsificação de Viagra, Cialis, Levitra e outros medicamentos contra a impotência sexual é 2 mil vez mais lucrativa do que o tráfico de cocaína, segundo análise recente da polícia alemã. "A relação entre máfia e falsificação de remédios é claríssima", afirma o jurista Walter Maierovitch, ex-secretário antidrogas. "E para o crime organizado não existem fronteiras. Eles sabem usar o mouse."

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 250 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal