Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

23/04/2009 - Jornal Cruzeiro do Sul Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia identifica dois novos tipos de golpe

Por: Adriane Mendes


Pesquisa na fila do cinema e cobrança de título protestado são as duas novas modalidades de golpe, respectivamente de extorsão e estelionato, derivadas do sequestro-relâmpago. Embora os criminosos não tenham feito nenhuma vítima na cidade, o delegado Marcelo Carriel, do 5º Distrito Policial, alerta para que ninguém seja enganado.

No golpe do cinema pessoas se apresentam na fila, até mesmo utilizando crachás, a fim de fazerem algum tipo de pesquisa. É nesse momento que conseguem captar dados pessoais como telefone residencial, idade, endereço, e observam inclusive a roupa que a pessoa está vestindo. Os falsários esperam o pesquisado entrar na sala do cinema, subentendendo que irá desligar o celular, para darem início ao golpe: ligam na casa da pessoa e informam que ela não entrou no cinema, que está rendida e que só será liberada mediante pagamento de resgate.

No segundo tipo de golpe, os estelionatários se utilizam de alguma revista ou lista telefônica, por exemplo, e ligam para quem há tempos anunciou, informando que há pagamento em atraso. Os criminosos dizem que o referido contrato da publicidade era renovado automaticamente, e que por isso havia o pagamento em atraso, e o título protestado. Na ligação efetuada, os golpistas passam número de telefone de um suposto cartório de protesto e o número da conta para que o pagamento seja efetuado em questão de horas. Mas o esquema é tão bem montado que, se a pessoa ligar de volta no telefone indicado, alguém atenderá como funcionário do cartório. A conta passada, segundo o delegado, normalmente é de outro Estado, e geralmente foi aberta em nome de pessoas que tiveram documentos furtados ou extraviados.

Orientações

De acordo com o delegado Marcelo Carriel, o golpe do cinema foi aplicado sem sucesso em Sorocaba, pois a suposta vítima entrou no cinema com o celular no vibracal, e atendeu quando seus familiares ligaram para saber se estava tudo bem. No segundo golpe, duas pessoas, uma física e outra jurídica, chegaram a registrar ocorrência, mas nenhuma foi ludibriada exatamente por conhecerem o trâmite de um cartório de protesto.

Para Carriel, a principal arma para combater esse tipo de crime é a informação. Ele destaca no entanto que não é preciso haver alarde, e que sua intenção em divulgar visa tão somente se antecipar aos criminosos.

No tocante ao golpe do cinema, o titular do 5º Distrito Policial frisa que não é preciso deixar de responder à pesquisa, mas atenta para não passarem dados pessoais, como número de documentos. Outra dica dada por ela é para que as pessoas entrem nas salas de cinemas, ou em qualquer lugar público, com o celular na função vibracal.

Esse golpe é derivado do sequestro-relâmpago, mudando apenas a forma de abordagem. Na modalidade mais antiga, o criminoso escolhia qualquer número telefônico para ligar, e os pais da suposta vítima, pelo desespero, já iam dizendo o nome do filho.

Já no golpe do cartório de protesto, o delegado ressalta que basta saber que nenhuma informação de título vencido é dado por telefone, sendo que os cartórios notificam o devedor por escrito. Outra ressalva feita pelo delegado é que, se o título já foi protestado, não há mais prazo para a dívida ser quitada. Mas caso o golpista se apresente como funcionário de uma empresa de cobrança, o suposto devedor tem que saber que uma empresa séria o chamaria para conversar pessoalmente.

Marcelo Carriel também reforça para que a pessoa, ao ser procurada para quitar aquele anúncio antigo e que teria sido renovado automaticamente, deve também ligar para a empresa de publicidade e verificar se existe mesmo algo pendente.

O delegado também aproveitou para lembrar que as pessoas não devem andar munidas de todos os documentos, de todos os cartões de crédito. Isso porque, agindo assim, estarão correndo o risco, no caso de perdê-los, de se tornarem vítimas de estelionato. Segundo ele, somente no 5º DP, são registrados, mensalmente, uma média de trinta boletins de ocorrência de extravio e furtos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 528 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal