Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/04/2009 - Jornal A Tribuna Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Preso homem que clonava talões

Por: Marcio Costa


A Central de Polícia (CP) prendeu um dos maiores estelionatários que integrava uma quadrilha especializada na clonagem de talões de cheques, falsificação de folhas e criação de contas fictícias. Só em Criciúma, o falsário aplicou dezenas de golpes em lojas e farmácias - o prejuízo ainda não foi calculado, mas pode chegar a R$ 20 mil. Com o falsário, que tem 30 anos, os agentes apreenderam um talão de cheques clonado, uma carteira de identidade falsa, além de comprovante de residência e de renda forjados. A informação é do delegado da CP, Ulisses Gabriel.

O delegado afirma que o criminoso já havia sido preso, em 2005, pela Polícia Federal (PF) por envolvimento em fraudes contra o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

Três anos depois, conta o delegado, o falsário voltou a ser preso pela Diretoria de Investigações Criminais (Deic) de Santa Catarina. "Dessa vez, ele acabou detido quando se preparava para aplicar um segundo golpe em uma farmácia de Criciúma", explica Ulisses Gabriel.

O criminoso vinha sendo investigado há 15 dias.

Envolvimento em furto a clube

Segundo a polícia, o estelionatário tem envolvimento com o furto de talões de cheques de um clube social da cidade. O crime resultou num prejuízo de R$ 10 mil.

"De posse dos talões, a quadrilha faz cópias das folhas, que são repassadas no comércio. Os criminosos também raspam (apagam) os valores que constam nos cheques furtados e transcrevem outros números. Dados das contas e os nomes dos correntistas eram alterados", afirma o delegado.

No momento em que foi preso, na sexta-feira, o criminoso tentou enganar a polícia se apresentando com o nome falso de Alexandre Viveiro Gomes. "Ele também usava o nome de Gustavo. No entanto, seu nome verdadeiro é André Luiz Meireles da Silva", diz Ulisses Gabriel.

Natural de Florianópolis, o acusado vai responder por formação de quadrilha, uso de documento falso, estelionato e falsa identidade. A polícia pede que as pessoas lesadas procurem a delegacia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 291 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal