Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/04/2009 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Pente-fino nas provas para achar fraudadores

Por: Andrea Machado e Maria Mazzei

MP e Fundação Getulio Vargas analisam respostas do concurso suspeito da Polícia.

Rio - O Ministério Público Estadual (MP) fará varredura nos cartões-resposta dos candidatos aprovados no concurso para oficial de cartório da Polícia Civil. O objetivo é buscar indícios de outros casos de fraudes. Conforme O DIA publicou ontem com exclusividade, o MP instaurou inquérito para apurar o vazamento do gabarito. Pelo menos 15 pessoas podem ter sido beneficiadas.

Entre os candidatos, dois foram investigados no esquema de fraudes do auxílio-educação da Assembleia Legislativa. O MP já pediu relatório detalhado à Fundação Getulio Vargas (FGV), organizadora do concurso, e espera receber o documento nos próximos 15 dias. Os dados também serão encaminhados à Polícia Civil.

A FGV informou que já está fazendo o levantamento nos cartões para analisar erros e acertos dos possíveis envolvidos na fraude. Coordenador da fundação, Antonio Marko Oliveira lembrou que, em 2002, em concurso para papiloscopista, organizado pelo NCE, houve denúncia de fraude semelhante. À época, foi constatada quebra de sigilo e 102 candidatos foram excluídos da seleção.

A diretora- executiva da Anpac (Associação Nacional de Apoio e Proteção aos Concursos Públicos), Maria Thereza Sombra, disse que vai procurar o MP e entrar com representação contra a banca da FGV: “Recebi denúncias de que os cadernos de provas estavam com os nomes dos candidatos. Isso já é uma irregularidade e o suficiente para anular a prova”.

Candidatos apresentam mais queixas

A 2ª Promotoria de Tutela Coletiva de Cidadania recebeu ontem novas denuncias de fraude no concurso. “É um absurdo. As pessoas pagam cursinhos, estudam e não são classificadas porque vazam o gabarito”, revoltou-se um candidato, que protocolou mais uma denúncia no MP. “As provas já tinham o nome do candidato impresso. Vai chegar o ponto que nem o concurso público terá mais credibilidade”, queixou-se um outro candidato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 356 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Duke - 20/04/2009 09:06

Estudei 12 horas por dia, inclusive na semana do carnaval, e passei bem colocado nesse concurso. Me alegra que o MP esteja investigando os gabaritos pois nada tenho que temer porque sou honesto e, como eu, a esmagadora maioria dos que passaram. Espero, sinceramente, que os fraudadores sejam descobertos e devidamente PUNIDOS com a eliminação do certame, para que os que ficaram de fora entrem nas respectivas vagas. Torço para que não ocorra a anulação do concurso porque isso prejudicaria em muito a maioria que passou de forma honesta. Que os honestos e esforçados não tenham que pagar pela desonestidade de outros!



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal