Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/11/2006 - Cruzeiro Net Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Novo golpe faz depósito sem dinheiro no banco


Uma nova modalidade de golpe ocorreu em Sorocaba: a compra de produtos anunciados em jornais com falso pagamento em deposito bancário. Numa das formas de abordagem dos estelionatários, eles ligam para o dono do produto anunciado e se dizem interessados em comprá-lo. Eles nem negociam um valor menor, propõem pagar o valor pedido pelo anunciante.

A dona de casa, B.P.B. foi vítima desse golpe no sábado retrasado. Ela anunciou a venda de um videogame e uma pessoa de nome “Nei”, que ligou dizendo interessada no aparelho.

“Apesar do aparelho custar R$ 1.200,00 vendi por R$ 700,00 porque precisava quitar uma dívida. Não imaginava que se tratava de um golpe”, lamentou a dona de casa, comentando que foi o filho de 22 anos quem fez a entrega do videogame ao estelionatário no terminal de ônibus São Paulo. Mas na segunda feira, quando foi ao banco, a dona de casa descobriu que o envelope do depósito feito por “Nei” na conta dela não tinha nem dinheiro e nem cheque. O filho dela descreveu o “comprador”, como um homem magro de pele clara com altura de 1,70m, olhos pretos e cabelos castanhos, que estava bem vestido, e que era educado e bem articulado.

Para não levantar suspeita, o estelionatário inventa que mora em outra cidade e por não conhecer o município prefere não carregar dinheiro, nisso propõe fazer um depósito bancário na conta do vendedor do produto. O apelo à falta de segurança se encaixa aos noticiários de recentes roubos na porta de bancos da cidade, o que faz a vítima iludir-se de que se trata de uma pessoa de boa índole, por isso, ganha a confiança dela na transação. O estelionatário inclusive orienta a vítima a conferir o extrato antes de entregar o produto e exigir dele a apresentação do comprovante do deposito bancário na hora de receber o objeto.

Com toda essa prestatividade do estelionatário, a vítima confere o extrato sem muita atenção, mas observa que o valor foi depositado na sua conta. Porém, a quantia consta na conta como saldo vinculado o que não significa que o dinheiro exista, porque o envelope estava vazio.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 542 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal