Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/04/2009 - Jornal Pequeno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Homem é preso acusado de financiar veículos com documento falso


No início da noite de segunda-feira, 13,os policiais civis Guilmar e Neto, comandados pelo delegado Jefrey Paula Furtado, da equipe do 1º Distrito Policial, prenderam o homem identificado por Mauro Maria da Silva Lima, 41 anos, acusado de crime de estelionato. Usando uma identidade falsa, em nome de Manoel Pereira dos Santos, Mauro Maria da Silva financiou três veículos em diferentes bancos em Imperatriz.

A caminhonete S/10, ano 2002, cor prata e placa KEP-3080 Imperatriz, foi financiada pelo valor de R$ 55 mil no banco Finasa. Esse veículo já se encontrava em poder de um comerciante identificado apenas por Samuel, que é morador do município de Senador La Roque. Samuel foi intimado para depor, fato que acontecerá na tarde de hoje.

A caminhonete S/10, ano 2009, cor preta e placas NHT-7862 Imperatriz, foi financiada no valor de R$ 68 mil, no Bradesco. O veículo, adquirido na revenda Chevrolet de Imperatriz, ainda se encontrava em poder de Mauro Maria da Silva.

Na ocasião em que foi preso, Mauro Maria se encontrava na revenda de caminhões Volkswagen em Imperatriz, onde já tinha adquirido – também em nome de Manoel Pereira dos Santos – o caminhão Volkswagen, cor preta, modelo 22.250, basculante e ano 2009. Ele já tinha pago R$ 28 mil como entrada em cheques pré-datados, todos em nome de Manoel Pereira dos Santos.

Segundo o delegado Jefrey Paula Furtado, Manoel Pereira dos Santos é um ex-funcionário do Ceste. Usando o nome dele, Mauro Maria da Silva se passava por engenheiro daquela empresa. Além dos três veículos, os policiais apreenderam com Mauro Maria três talões de cheques, seis cheques nos valores de R$ 7 e R$ 2 mil, já preenchidos, cartões de créditos e celulares.

Mauro Maria foi autuado em flagrante delito por crime de estelionato e uso de documento falso. A pena prevista é de 2 a 5 anos de reclusão e somente é afiançável em juízo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 481 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal